Diga não ao bullying ! - Yan Klovinsk

Diga não ao bullying !

help stop bullying

No final do século XX surgiram várias discussões a respeito do "bullying".  Para contextualizar, é importante resgatar a origem do termo que se derivou da palavra inglesa "buly", que traduzido para o português possui o significado de valentão ou brigão

Bullying é um termo utilizado para descrever atos de violência física ou psicológica, intencionais e repetidos, praticados por um indivíduo ou grupo de indivíduos causando dor e angústia, sendo executadas dentro de uma relação desigual de poder.  É um problema mundial, podendo ocorrer em qualquer contexto onde haja pessoas se interagindo, tais como escola, família, local de trabalho, academias, entre vizinhos etc.

O Bullying, comumente, é praticado por motivos reais ou não contra alguém como colocar apelidos maldosos e humilhantes, cometer agressões físicas e/ou verbais, captar e divulgar imagens caricatas ou não sem consentimento da vítima (inclusive nas redes sociais), excluir alguém de uma “roda” por motivos étnicos, raciais, culturais, homofóbicos, religiosos e outros que fogem do chamado “padrão”.  Nessa linha de raciocínio são inúmeras as causas que levam os indivíduos a agredir, ferir, humilhar, ameaçar, chantagear, expor a vítima a situações vexatórias e outras atitudes desumanas.

Mesmo com toda a repercussão do assunto, de acordo com uma pesquisa do IBGE, no Brasil o número de casos de jovens submetidos às agressões físicas ou psicológicas vem crescendo nas escolas públicas e particulares, principalmente entre os alunos das séries iniciais do Ensino Fundamental II, acontece entre autores e vítimas de todas as classes sociais. A justificativa para esses atos, normalmente se dá pela aparência física: obesos, negros, homossexuais e outros. Sabe-se que o alvo dos agressores geralmente são pessoas pouco sociáveis, sem capacidade de reação, possuem baixa autoestima e potencial sentimento de insegurança.

O bullying traz sérias consequências tanto para autores quanto para vítimas quando não há intervenções firmes e necessárias, principalmente quando ocorre no ambiente escolar, podendo comprometer a aprendizagem e o desenvolvimento psicossocial dos indivíduos, tornando-os pessoas com sérios problemas de relacionamento, podendo, inclusive, contrair comportamento agressivo.

É essencial que o trabalho de conscientização seja feito com todos os envolvidos autor (es), vítima, famílias e espectadores do bullying, aqueles que endossam a agressão e os que a assistem passivamente. É necessário abordar a questão da tolerância ao diferente e do respeito por todos, inclusive com os pais dos alunos envolvidos.

É necessário que as pessoas que praticam tais atos se informem sobre o assunto, e respeitem o próximo, pois o real significado da palavra respeito não está sendo valorizada nos dias atuais.


O que você pensa sobre o tema? Deixe um comentário logo abaixo ou sugira um artigo, precisamos de ambos para continuar melhorando o blog.

Esperamos sua visita em breve. Obrigado pela Companhia e, compartilhe com os seus Amigos!


13 comentários:

  1. Infelizmente, com o crescimento da tecnologia e da informação jamais Poderíamos Imaginar que ainda poderíamos nos deparar com casos de bullying em nossa sociedade . É triste e revoltante perceber que esse número só cresce nos últimos anos e que a ignorância das pessoas que praticam só aumenta, praticantes desse ato guardam a empatia no bolso e esquecem que estão fazendo isso com um ser humano que tem sentimentos e muitas vezes nem consegue se defender. Não passa na cabeça do agressor que aquela atitude, que pra ele é só uma brincadeira para divertir os amigos, pode causar sérios problemas futuros para a vítima, problemas graves e irreparáveis. A base para se viver em uma boa sociedade é o respeito, precisamos e devemos respeitar o próximo independente da raça, cor, sexualidade, todos tem o direito de escolha e cabe a nós respeita-los e em casos de bullying denuncie.

    Amanda Pires Lima

    ResponderExcluir
  2. Percebe-se realmente que viramos seres solitários a cada dia que passa as pessoas estão mais e mais se envolvendo com a auto-tecnologia, e esquecendo a socialização
    agente indispensável na vida humana. A tecnologia é importante desde que seja usada de maneira sadia, pois mau usada traz consequências irreversíveis, ela tem revolucionado circunstancias positivas e negativas o texto é claro muito relevante.

    ResponderExcluir
  3. A prática do Bullying está cada vez mais comum nos dias de hoje. Isso tudo se deve a falta de respeito e compreensão das pessoas que praticam esse ato. A falta de paciência é outro fator ligado a esse tema que existe por parte do agressor. As diversas crenças, costumes, raças, a homofobia são as grandes “armas” para a prática do Bullying. A base familiar tem papel fundamental para erradicarmos com essa “cultura” que faz tanto mal para o indivíduo. Quando nascemos a Família tem que ensinar todos os bons costumes e virtudes como a Paciência, Respeito, Amor ao próximo, Perdão, Solidariedade, a Empatia e etc. Esses preceitos são básicos para não praticarmos essa prática tão cruel que pode levar a pessoa ao suicídio, a depressão. Com certeza se praticássemos mais a Lei do Amor com o próximo não teríamos esse problema que é tão sério.

    Nome: Bruna Lopes Costa

    ResponderExcluir
  4. Para alguns,pode até parecer exagero,mas o fato é que esses casos vêm se tornando mais e mais comuns entre crianças e adolescentes.Imagine-se vivendo em um ambiente de gozações,violência e falta de respeito.Até mesmo para nós adultos e muito difícil suportar de forma passiva esse tipo de situação,imagina para uma criança ou jovem que muitos nem sabe se defender.Então nesses casos é fundamental que tanto a família quanto as escolas assuma a responsabilidade de formar e informar os jovens para que esses não se tornem um indivíduo agressor,mas que sejam pessoas maduras a ponto de respeitar uns aos outros.
    Elayne Sâmara da Silva

    ResponderExcluir
  5. infelizmente acontece muito ainda, como no texto msm já fala, o bullying é caracterizado quando uma pessoa faz uso de atos agressivos – verbais ou físicos .Temos que mudar nossos pensamentos ser pessoas melhores, respeitar o próximo acima de tudo e dizer não ao bullying.
    libni samay de Andrade

    ResponderExcluir
  6. Ainda hoje em dia à uma grande maioria de jovens, crianças e adultos cometendo esses erros como o bullying sem que na maior parte medir esforços ou até mesmo saber se isso é uma ato de bullying e isso cada vez mais vem afetando vítimas no qual algumas realmente se importam com comentários de desrespeito que podem chegar a cometer o suicídio que esta tomando de conta das pessoas nos dias de hoje, infelizmente.
    Nós devemos fazer nossa parte falando e comentando com pessoas que comentem essa agressão verbal no seu dia a dia falando que isso faz mal para qualquer pessoa seja ela quem for acaba se afetando com essa falta de respeito, devemos nos manter enformados desses acontecimentos para que não venhamos cometer mais, temos que levar palestras de alta informação para crianças adolescente e jovens levando para dentro de de lares, devemos combater atos como esse e mais outros tantos para um país melhor.



    Grazielly Karla Aves Moreira

    ResponderExcluir
  7. Keila Ferreira Coutinho13/05/2019 13:48

    O bullying é um problema mundial e tem sido muito discutido, principalmente no ambiente educacional, no qual infelizmente crianças e adolescentes ainda sofrem agressões físicas ou psicológicas de seus colegas.Cabe à escola e à sociedade discutirem essa questão não apenas do ponto de vista da vítima, mas também do agressor. Os pais, professores e alunos precisam ficar atentos para identificar possíveis agressores e dar-lhes apoio pedagógico e psicológico. É fundamental criar relações mais fortes entre educadores, famílias e estudantes. Não podemos esquecer que é função da escola discutir as situações que envolvam bullying, mas também mediar e responsabilizar os envolvidos.

    Keila Ferreira Coutinho

    ResponderExcluir
  8. O bullying está tornando nossas crianças tristes pois não conseguem lidar com essas situações que estão sendo imposta a elas, sabemos que para nós os pais é muito difícil descobrir que nossos filhos sofrem algum tipo de perseguição em sala de aula, seja ela verbal ou física. Em casa, é importantíssimo trabalhar a autoestima deles, além de fazê-los entender que é preciso reagir. Nós pais temos que fazer com que eles entendam que reconhecer seus valores e desperta o amor por si mesmo. E quem se ama cria forças para sair de todos as situações.

    Iridan Bernardino de Sousa

    ResponderExcluir
  9. Larissa Milena Guimarães Alves16/05/2019 17:54

    No que se refere ao âmbito familiar, a influencia do comportamento da criança é obtido através do convívio com a família. Analogamente, crianças que convivem sem a presença de um pai ou sofre violência familiar, são as autoras de bullying quando adolescentes. Além disso, as tensões matrimoniais, a situação socioeconômica ou a má organização do lar, também podem contribuir para que as crianças tenham uma conduta agressiva.
    Convém lembrar, ainda, que a relação entre aluno e escola também influenciam, consideravelmente, nas atitudes comportamentais do jovem. Diante dos fatos supracitados, é necessária uma atuação maior dos pais e da família na educação e na vida dos seus filhos, por meio do diálogo dentro de casa, buscando conhecer os problemas que seus filhos estão enfrentando e uma maior participação nas reuniões escolares, a fim de identificar e neutralizar tais problemas. Some-se a isso, os professores e profissionais da educação, buscar identificar situações de Bullying além dos horários de aula e promover também o diálogo com seus alunos sobre a problemática, com o objetivo de sanar essas questões nas escolas, pois “O ser humano é aquilo que a educação faz dele”,A instituição educacional além de ser o local para adquirir conhecimento e convívio social, tem se tornado um ambiente de terror para milhares de crianças. O bullying pode ocorrer devido à classe social da vítima, orientação sexual, aparência física, dentre outros motivos.Para complementar, reuniões de pais e filhos com professores e psicólogos, para orientar e alertar sobre os perigos da prática do bullying, punições temporárias para os agressores, com suspensões de atividades escolares, e, por fim, criação de canais de denuncias para que as crianças e jovens se sintam mais livres para denunciar.
    Larissa Milena Guimarães Alves

    ResponderExcluir
  10. O bullying é muito comum dentro das escolas, acontece na infância de cada adolescente por conta da sua classe social, muita das vezes não é informado para os pais, assim a criança vai sofrendo calada e acaba atrapalhando no seu desenvolvimento. O importante é que os pais fique de olho no comportamento dos seus filhos e sempre conversa sobre o dia deles que sempre fique por dentro do que se passa nas escolas. O assunto é muito importante e deve ser discutido dentro das escolas com debates e mesas redonda para saber a opinião de cada um.
    Nome: Beatriz de Souza Amaral.

    ResponderExcluir
  11. Temos que falar muito disso, dar muito aula sobre o assunto, tanto para os pais como para os filhos, para alcançarmos uma transformação sustentável.
    NOME:MARIA KATHARINNY BARROS DA COSTA

    ResponderExcluir
  12. Bullying acontece em muitos casos, por meio de agressões físicas, de atos praticados que ferem fisicamente como chutes, empurrões, brincadeiras que machucam e magoam tanto quanto às agressões físicas, as chamadas de agressão verbal. Esta consiste em ameaçar ou intimidar alguém humilhar por qualquer motivo, excluir, discriminar por raça, cor ou sexo.
    As agressões verbais são as mais comuns do que as agressões físicas na escolas,elas ocorrem com bastante frequência.Em muitos casos,as vítimas se setem envergonhadas ou inseguras em denunciar.
    Para combater casos de bullying primeiro é preciso não enxergar as perseguições como brincadeira e saber que as consequências podem ser sérias.
    Luciene Bispo Dos Santos

    ResponderExcluir
  13. O bullying têm consequências muito negativas! As pessoas que sofrem bullying ficam isoladas socialmente, não se misturam com outros colegas, sentem uma sensação de solidão e impotência, sentem medo de fala para todos e isso pode causar até depressão na pessoa. É horrível saber que existe esses pessoas no mundo que faz tanta maldade, eu acho que ia melhor nos dias de hoje , várias palestras , assistência social para ajuda as crianças e tendo um bom diálogo.
    Gabrielly Ribeiro da Silva Freitas

    ResponderExcluir