Gestão Estratégica nas Organizações Públicas


gestão estratégica

Em continuação ao artigo anterior abordaremos neste as dificuldades da Gestão estratégica nas Organizações Públicas. Fica claro, desde logo, que problema não é só de Gestão, apesar de resolver boa parte dos problemas. Se o Governo Federal, Distrital, Estadual e municipal bate recordes de 

arrecadação em impostos, como não conseguem resolver os problemas da Saúde, Educação, Segurança e a desigualdade social? Porque, além de ser um problema de Gestão Estratégica é também um problema de impunidade com alguns gestores da coisa pública.

Há mais interesse em boa parte dos gestores pela política no que tange a divisão do poder do que o verdadeiro interesse pelas necessidades da sociedade. Nossos representantes não nos representam de forma plena, literalmente, isso não ocorre na prática. O que desejam os homens com poder? Ora, mais poder! Para descobrirem surpresos na velhice, que o Poder é ainda mais efêmero que a vida.

A sociedade exige dos gestores Públicos o mínimo de instrução formal para executarem suas tarefas com eficiência. Entretanto, boa parte dos nossos representantes são analfabetos funcionais ou com uma formação bem abaixo do esperado para os referidos cargos. Se a intenção deles é boa, falta-lhes competência – instrução.

Assim, faltam conhecimentos de gestão e, principalmente, punição aqueles que tratam a coisa e o dinheiro público com descaso. Nesse sentido criou-se a Lei de Responsabilidade Fiscal para coibir essas irregularidades.

A finalidade da LRF é disciplinar a gestão dos recursos públicos, atribuindo maior responsabilidade aos gestores. A palavra fiscal é um termo que congrega todas as ações que se relacionam com a arrecadação e a aplicação dos recursos públicos.

O propósito da LRF é a ação planejada e transparente, tendo o objetivo de prevenir riscos e corrigir desvios capazes de afetar o equilíbrio das contas públicas. Os meios utilizados para se atingir este objetivo são o cumprimento de metas de receitas e despesas e, obediência a limites e condições para a dívida pública e gastos com pessoal, por exemplo.

As despesas com pessoal são as que mais despertam a atenção da população e dos gestores públicos, em razão de serem as mais representativas em quase todos os entes públicos entre os gastos realizados.

Considera-se como “Despesa Total com Pessoal” o somatório dos gastos do ente da Federação com os ativos, os inativos e os pensionistas, relativos a mandatos eletivos, cargos, funções ou empregos, civis, militares e de membros do Poder, com quaisquer espécies remuneratórias, tais como: vencimentos e vantagens, fixas e variáveis, subsídios, proventos da aposentadoria, reformas e pensões, inclusive adicionais, gratificações, horas extras e vantagens pessoais de qualquer natureza, bem como encargos sociais e contribuições recolhidas pelo ente às entidades de previdência.

Os valores dos contratos de terceirização de mão de obra que se referirem à substituição de servidores e empregados públicos serão contabilizados como “Outras Despesas de Pessoal”.

Veja a seguir o quadro comparativo dos Limites de Gastos com Pessoal nas três esferas do governo.

UNIÃO

Na esfera federal, os limites máximos para gastos com pessoal (50% da Receita Corrente Líquida) são assim distribuídos:
- 2,5 % para o Poder Legislativo, incluído o Tribunal de Contas,
- 6 % para o Poder Judiciário,
- 0,6 % para o Ministério Público da União,
- 3 % para custeio de despesas do DF e de territórios,
- 37,9% para o Poder Executivo.

ESTADOS

Na esfera estadual, os limites máximos para gastos com pessoal (60% da Receita Corrente Líquida) serão:
- 3% para o Poder Legislativo, incluído o Tribunal de Contas,
- 6% para o Poder Judiciário,
- 2% para o Ministério Público,
- 49% para o Poder Executivo.

MUNICÍPIOS

Na esfera municipal, os limites máximos para gastos com pessoal (60% da Receita Corrente Líquida) serão:
- 6% para o Poder Legislativo, incluído o Tribunal de Contas, quando houver.
- 54% para o Poder Executivo.


Se a despesa total com pessoal exceder a 95% do limite, ficam vedados, entre outras proibições, a concessão de vantagem, aumento, reajustes, criação de cargos, emprego ou função, provimento de cargo público, admissão ou contratação de pessoal a qualquer título e a alteração de estrutura de carreira que implique aumento de despesa.

O que você pensa sobre o tema? Deixe um comentário logo abaixo ou sugira um artigo, precisamos de ambos para continuar melhorando o blog.

Esperamos sua visita em breve. Obrigado pela Companhia e, compartilhe com os seus Amigos!

Junte-se aos Nossos Leitores e Receba nossas atualizações!

Respeitamos sua privacidade. Você está 100% seguro!

167 comentários:

  1. Parabéns a vocês, que se esforçaram para dar sua parcela de contribuição aqui. Certamente aprenderam ainda mais! Considerem-se à frente daqueles que não souberam aproveitar essa oportunidade! O mercado de trabalho agradece a dedicação de vocês! LUCIANA RANGEL

    ResponderExcluir
  2. Seja bem vinda Fernanda Cristina! Isso mesmo, negociação entre Estado e a Sociedade para que sejam exercitados a cidadania e a democracia.
    Forte abraço e sucesso!

    ResponderExcluir
  3. Seja bem vinda Josiany dos Santos! Para que o governo se empenhe nestas áreas, como em outras, é necessário que nós, a sociedade, exija o cumprimento adequado destes serviços. É nosso papel enquanto cidadãos, fiscalizar os serviços prestados pelo governo. Isso começa quando escolhemos nossos representantes. Forte abraço e sucesso!

    ResponderExcluir
  4. não só o governo mais nós também temos que mudar a forma de pensa e agir temos que ler estudar mais ai sim mudaremos a historia (pq ainda hj tem pessoas que não consegue compreender a falta de respeito com o cidadão) (wesley mariano)

    ResponderExcluir
  5. sabe não sou de comentários mais diante de tais fatos .
    e uma pena que a justiça não vê tudo , tanta corrupção o nosso dinheiro sendo desviado milhões sendo gasto em estádios, a educação,saúde e segurança continuam muito ruim pessoas morrendo nos corredores dos hospitais o índice de criminalidade só aumenta.
    o poder publico gosta assim pessoas ignorantes são mais fáceis de se manipular. pena

    ASS.;; EU BJS

    ResponderExcluir
  6. Seja bem vinda Natalia Marques! Entendo seu posicionamento. Todavia, a Justiça vê o que acontece a sua volta - a corrupção e o desvio de verbas públicas. Infelizmente, de acordo com o princípio da "inércia", a justiça não pode fazer nada. Ela precisa ser provocada, ou seja, temos que prestar queixa, apontar os culpados, os corruptos, etc. Só assim ela poderá fazer alguma coisa a respeito. A justiça não pode por livre e espontânea vontade apontar e punir os culpados, caso contrário afrontaria a própria constituição. Somos nós quem devemos fiscalizar e apontar os culpados. Afinal, o dinheiro público é nosso e "O Direito não socorre aqueles que dormem!" Forte abraço e sucesso!

    ResponderExcluir
  7. Seja bem vinda Ildaléa Rezende! A maioria da população brasileira realmente está por fora de todos os gastos públicos. Mesmo assim é possível exigir nossos direitos, porque é sabido que a mais de sete anos o governo federal, estadual, distrital e municipal batem recordes de arrecadação. Os noticiários mostram o que a população precisa ver, não o que é necessário para desenvolver o senso crítico. O que vemos é um amontoado de notícias que não servem para nada, como a copa do mundo de 2014, as Olimpíadas de 2016, as badernas nos estádios de futebol, a violência espalhada pelo país e muitos programas de entretenimento que funcionam como espetáculo de palco para manter-nos distraídos para as coisas que acontecem nos bastidores. Um lixo que não melhora nossa qualidade de vida. Muitos políticos não estão a altura de comandar qualquer coisa, mas não é o partido político quem deve escolher seu candidato. Somos nós pelo voto direto quem escolhemos nossos representantes, veja que vender ou trocar o voto por favores pode sair muito caro. Ninguém precisa gostar do jogo político e, mesmo não gostando você está inserido nele. Assim, votar com consciência é a melhor estratégia e o exercício pleno da cidadania.
    Forte abraço e sucesso!

    ResponderExcluir
  8. Concordo plenamente com sua opinião sobre a forma em que está sendo tratada a gestão pública.O descaso com a população brasileira é vivenciado todos os dias, a corrupção é um dos maiores responsáveis por esse acontecimento, porém todos temos "culpa no cartório", já que a maioria da população são indivíduos alienados, que se contenta com qualquer coisa que o governo oferece, tornando-se fantoches do PODER PÚBLICO, e o pior é quando o "sistema" faz o seu dever para com a sociedade, e nós simplesmente achamos as "mil maravilhas"! Para que esse ciclo vicioso tenha um fim, devemos nos unir e lutar juntos por uma mudança, para que finalmente haja a cumprimento das leis!
    Atenciosamente: Fernanda Ferreira.

    ResponderExcluir
  9. Olá Fernanda Ferreira. Obrigado pelo comentário. Boa parte da população é alienada mesmo. É por isso que se diz que cada povo tem o governo que merece. Afinal somos nos que escolhemos nossos representantes.
    Forte abraço e Sucesso!

    ResponderExcluir
  10. BEM VINDOS AO BLOG! LEIAM COM ATENÇÃO E FAÇAM SEUS COMENTÁRIOS! APROVEITEM O RICO CONTEÚDO DESSE TEXTO PARA APRENDER MAIS...

    ResponderExcluir
  11. Gesiele da Rocha09/04/14 23:18

    Verdade. A cada dia que se passa ,o nosso país está ficando cada vez mais corrupto, mas os culpados disso tudo somos nós mesmos, pois é através do nosso voto que eles são colocados no poder. É um descaso o que a população está passando é
    tanta humilhação, não temos saúde digna, transportes adequados para a população, segurança, nem se fala e o pior de tudo, que ainda tem essas propagandas enganosas dizendo que está mudando, sinceramente, não estou vendo essas mudanças. Concordo e sou a favor dessas manifestações para pedir melhorias, o povo cansou de tanto humilhação. Queremos e temos direito por um país melhor, uma sociedade mais justa.

    ResponderExcluir
  12. Se todos os governantes fossem pessoas bem instruídas, com um curso superior e ao invés de agir em prol do seu egoísmo, pensassem nas necessidades dos cidadãos, seriam capazes de administrar melhor o país.
    O dinheiro público poderia não ser utilizado e distribuído de forma tão irresponsável, e assim se tornaria melhor a qualidade de vida das pessoas.
    Também não haveria a contratação de pessoas tão desqualificadas, que simplesmente não contribuem de maneira eficiente e que parecem apenas ocupar a vaga de outro que talvez pudesse estar verdadeiramente capacitado para aquela determinada função.
    Mas, infelizmente, a boa administração do dinheiro publico não é algo que faça parte da realidade do nosso país e não nos resta nada além de pensar melhor e partir de nós, os cidadãos, a consciência necessária para eleição de governantes melhores.

    Maria Lavoigzeni Ferreira Gomes

    ResponderExcluir
  13. Na verdade o que falta é interese por parte dos governantes, para que se tenha um país melhor. Não é de interese dos gestores públicos que se tenha uma nação organizada com educação de alto nível, pois para estes senhores é muito mais interessante que as pessoas não tenham conhecimento, pois assim, serão mais facilmente manipuladas. Eles mesmos não tem conhecimento suficiente para liderar o povo, e os que tem não o fazem, pois, como disse anteriormente não é interessante. Para que gastar dinheiro com escolas, hospitais, transporte público? Eles não precisam disso. Frequentam os melhores hospitais, tem acesso as melhores escolas e os melhores carros. Se houvesse uma lei que obrigassem os mesmos a terem acesso aos serviços públicos, aí sim tudo mudaria, tudo seria bem diferente. Clenilda Galeno

    ResponderExcluir
  14. Quer conhecer um homem, dê-lhe poder.
    a corrupção é o grande mal do século, acho que a LRF na prática não funciona, ela foi implantada para inibir os excessivos gastos públicos, mas não tem surtido o efeito desejado, a falta de punição para os maus gestores é um exemplo disso.
    Analisando o quadro comparativo, vejo que grande parte desses recursos têm sido gastos em sua maioria com o Poder Executivo e que se este fosse reduzido à metade, com certeza daria para sanar alguns destes problemas sociais que massacram a população.
    Eliete Ferreira, estudante de Gestão em recursos humanos

    ResponderExcluir
  15. os governantes são culpados,mas nos como cidadãos somos mais culpados ainda, porque antes de dar o poder a eles,temos o primeiro poder em nossas mãos , o direito da escolha. No entanto ficamos a mercê do nosso próprio erro .pois a sociedade não si empoe ,apenas reclama de braços cruzados .por iso as coisas estão da forma que estão.

    Dayane Gomes -Gestão de Recursos Humanos

    ResponderExcluir
  16. Todos tem uma pacela de culpa, na verdade uma má escolha gera muitas coisas...politicos q prometem e não cumprem a corrupção como sempre a maior vilã, verbas má administradas influencia numa sociedade cheia de problemas como na saude ,transporte,segurança , lazer entre outras. Prescisamos aprender a colocar pessoas pessoas para tomar frente das nossas verbas pois pagamos impostos caríssimos e merecemos condições de vida de otima qualidade.STHEFANE ALVES.

    ResponderExcluir
  17. É uma pena que as pessoas que estão no poder não se preocupam com as necessidades da sociedade, pois querem apenas o crescimento delas próprias, enquanto isso a população sofre com a crise na saúde, educação, transporte, etc. ANDREIA DA SILVA

    ResponderExcluir
  18. Olá Gisiele da Rocha. Obrigado pelo comentário. Leia outros artigos relacionados ao tema e comente também!
    Forte abraço e Sucesso!

    ResponderExcluir
  19. Olá Maria Gomes. Obrigado pelo comentário. Leia outros artigos relacionados ao tema e comente também!
    Forte abraço e Sucesso!

    ResponderExcluir
  20. Olá Clenilda Galeno. Obrigado pelo comentário. Leia outros artigos relacionados ao tema e comente também!
    Forte abraço e Sucesso!

    ResponderExcluir
  21. Olá Eliete Ferreira. Obrigado pelo comentário. Leia outros artigos relacionados ao tema e comente também!
    Forte abraço e Sucesso!

    ResponderExcluir
  22. Olá Dayane Gomes. Obrigado pelo comentário. Leia outros artigos relacionados ao tema e comente também!
    Forte abraço e Sucesso!

    ResponderExcluir
  23. Olá Sthefane Alves. Obrigado pelo comentário. Leia outros artigos relacionados ao tema e comente também!
    Forte abraço e Sucesso!

    ResponderExcluir
  24. Olá Andreia da Silva. Obrigado pelo comentário. Leia outros artigos relacionados ao tema e comente também!
    Forte abraço e Sucesso!

    ResponderExcluir
  25. Realmente os impostos são muito alto, porem o retorno e algo que a população sofre em não ver. Vejo também que esta ocorrendo um mal planejamento e distribuição entre os problemas que deveriam ser resolvidos como a saúde e educação e percebe que os que estão no poder não estão se importando muito com esta situação de mal planejamento no dinheiro público.
    Em nossa sociedade esta acontecendo algo chamado egoísmo , principalmente nos que esta no poder, pois pensando em ter mais poder so pensam neles mesmos a ponto de fazer algo pra sociedade somente quando tiver algum interesse sobre o povo,como por exemplo: voto.
    Somos criticados por países afora por temos o grande índice de pessoas analfabetas ou com baixo nível de escolaridade, mas, isto não inibe eles por não ser do interesse deles nos termos estudo elevado, pois se o nível de escolaridade elevar mas saberemos de nossos direitos.
    O propósito do LRF e muito bom,mas, pelo que vejo precisa ser mas aplicado pois existem milhares de obras do governo super faturadas e altíssimos desvios que se ver sem precisar de somar algo; onde uma caneta que e 1 real passa ser 10 reais e o mal planejamento acaba sendo uma simples desculpa para ninguém levar a culpa do dinheiro que some.

    Fabiana Nery

    ResponderExcluir
  26. Olá Fabiana Nery da Silva. Obrigado pelo comentário! É verdade, o egoísmo, leia-se individualismo é uma das principais causas dos problemas brasileiros. Moramos num País rico, do ponto de vista econômico, somos a 6ª maior economia do planeta, todavia estamos em 85º lugar no IDH - índice de desenvolvimento humano. Temos que começar a mudar isso, e a maneira mais prática e objetiva de fazê-lo é pelo Voto, escolhendo os mais capacitados e comprometidos com o serviço público, sem se preocupar com a Propaganda Eleitoral em outubro próximo, que transforma lobo em ovelha.
    Forte abraço e Sucesso!

    ResponderExcluir
  27. Educação, Segurança e todos os outros requisitos que a sociedade necessita seria muito bom se o governo desse uma melhor atenção, creio eu que se ainda existe pessoas no serviço público sem formação ou analfabetos, são os mais antigos que entraram no mesmo sem um concurso público.Bem se tem uma Lei para Fiscalizar porque ainda existe tantos desvios de verbas? Falta comprometimento dos nossos representantes no poder.

    Clelia Linhares - Gestão de Recursos Humanos

    ResponderExcluir
  28. Olá Clelia Linhares. Obrigado pelo comentário. Seria diferente se nossos representantes, não todos é claro, fossem comprometidos com a função pública, com a Pátria. Infelizmente é aí que surgem os problemas de corrupção, desvio de verbas públicas, favoritismos, etc. Dando o exemplo negativo a todo povo. Muitos dos que trabalham no serviço público não são concursados, são terceirizados e ocupantes de cargos de livre nomeação, acredito ser outro entrave para o exercício da função pública. A lei é igual para todos, mas apenas no plano abstrato, pois no plano concreto é mais fácil prender um ladrão de galinhas do que alguém que desviou (roubou) dois milhões de reais. Assim, deixo a dica: Na hora de escolher seu representante (político) procure conhecê-lo bem. Tente saber desde sua infância até a idade adulta, o que fez e o que deixou de fazer. Investigue, mas não através da imprensa. Isso não é garantia que você votará certo, porque seu candidato pode surpreendê-lo. Mas cometerá menos erros agindo dessa forma.
    Forte abraço e Sucesso!

    ResponderExcluir
  29. Sabe-se que o acompanhamento dos resultados, o alcance das metas e o maior controle
    da qualidade da prestação dos serviços públicos, que são oferecidos ao cidadão/
    sociedade, são princípios que foram inseridos na Emenda Constitucional 19/98.Um princípio bastante interessante que irá proporcionar maior controle orçamentário, organização e transparência está previsto na Lei Complementar 101/2000 – Lei de Responsabilidade Fiscal.
    As organizações que têm o foco na estratégia exigem que seus funcionários conduzam atividades cotidianas de forma a agregar continuamente valores para seu êxito. A estratégia para ser efetiva não se caracteriza como um processo isolado, mas em contínua evolução (KAPLAN, 2000).
    Segundo Porter (1990), a construção de uma estratégia depende da atividade selecionada para se atingir a excelência. A diferença entre tipos de estratégia é a escolha dessas atividades e da forma pela qual serão executadas.
    Nosso país apresenta um grande número de políticos corruptos, alguns analfabetos, outros “cultos”, porém a grande a maioria não têm responsabilidade com a coisa pública e isso está acarretando sérios problemas ao Brasil.
    No entanto cabe à sociedade ficar mais atenta as leis e aos projetos que esses políticos estão implantando e também nas verbas que entram para realização de grandes projetos, como educação, saúde, esporte, se estão sendo realmente realizados. Precisamos agir de forma crítica e participativa, fiscalizando o bem público.

    Octávio Ascenso de Souza

    ResponderExcluir
  30. È uma vergonha ter pessoas desse nivel nós representado,como ja foi citado quem tem poder só almejar mais e mais,é uma calamidade a saude publicar os transportes publicos cada vez piores e enquanto isso o gorverno federal,destrital,estadual e municipal batem recordes em arrecadaçoes,isso é revoltante e dever ser mudado o mais breve possivel, a populaçao tem antes de tudo o poder em mãos,e devem saber ultilizar pois somos nós que colocamos tais pessoas que nos envergolham tanto no poder. Dhovanna hasna

    ResponderExcluir
  31. Vivemos em uma sociedade que está começando a abrir os olhos para o descaso do dinheiro público, em processo lento, a educação tem parcela nessa observância, já conseguindo ver o descaso que os governantes (estes sim, mal preparados e qualificados para exercerem sua função com cidadania) fazem com o dinheiro público. Não estamos pedindo nada, apenas nosso direto de utilizar os serviços públicos com qualidade, pagamos impostos altíssimos, sendo estes mal planejados e distribuídos. Clenilsa Galeno.

    ResponderExcluir
  32. A verdade é que os gestores públicos são pessoas hipócritas, egoístas, pouco se importam com a população, fingem ser o que não são quando precisam do nosso humilde voto e quando chegam ao poder só pensam em sí mesmo. Nós que pagamos tantos impostos deveríamos ter no minimo uma boa qualidade de vida, mas a realidade passa longe. Apesar da criação da LRF eu acredito que a corrupção reina por baixo dos panos, eles contam com a impunidade no governo e alguns populares alienados que são capazes de doar dinheiro para "ajudar" político corrupto. A gestão pública pode um dia vir a mudar, desde que a população acorde e aprenda a exigir seus direitos.



    ResponderExcluir
  33. Olá Octávio A. de Souza. Obrigado pelo comentário. Você fez boas fundamentações, acrescento que há duas formas para diminuir a corrupção, a violência e melhorar outros quesitos como Saúde e Educação: Escolher conscientemente o melhor Candidato a cargo político e depois Fiscalizá-lo durante o mandato. É simples mas não é fácil. E, não adianta fazer passeata, protestos, que como temos visto é uma verdadeira "palhaçada", onde impera a violência daqueles que só estão ali para ver o circo pegar fogo, igualando-se a muitos políticos. Mudou alguma coisa depois desses protestos? Um time "x" com torcida organizada consegue fazer seu time ganhar sempre? Não! Mas ajuda a financiar seus jogadores, etc.
    Forte abraço e Sucesso!

    ResponderExcluir
  34. CONCORDO PLENAMENTE NA QUESTÃO QUE HÁ UMA MÁ GESTÃO DOS DINHEIRO PÚBLICOS.
    NOSSOS IMPOSTOS SÃO UM DOS MAIS CAROS DO PAÍS. E O PIOR NOSSO GOVERNANTES QUEREM UMA POPULAÇÃO ALIENADA,PARA SEREM MAIS FÁCIL DE MANIPULAR.
    A EDUCAÇÃO NUNCA SERÁ PRIORIDADE NO BRASIL.ENQUANTO CONTINUARMOS VOTANDO ERRADO, É O FIM,VOTARMOS EM CANDIDATOS QUE NÃO TEM NEM O PRIMÁRIO, E NÃO SABEM NEM O QUE ESTÁ FAZENDO NA CAMARA DOS DEPUTADOS.
    O BRASIL SÓ VAI MUDAR ,QUANDO NOSSOS REPRESENTANTES VALORIZAREM A EDUCAÇÃO E SAÚDE EM PRIMEIRO LUGAR.
    ASS: FABIO PEREIRA - DF1410812

    ResponderExcluir
  35. Porquê os nossos gestores governamentais não resolvem os problemas da saúde, educação e segurança? Será que eles pensam que resolvendo esses problemas não terão mais assunto para campanha eleitoral.
    A nossa falta de memória e a impunidade faz com o que os mesmos políticos ficam anos e anos sem cobrança! Quantos de nós lembramos em quem votamos nas ultimas eleições? Enquanto isso estiver acontecendo o nosso país estará doente. Vamos mudar isso nas próximas eleições! Vamos nos recordar de quem está no poder e que nada fazem para isso mudar, pois só assim teremos um País com menos desigualdades social

    Edineide Batista

    ResponderExcluir
  36. Concordo com tal opinião,trata de um descaso com com a população, e sim é vivenciado com frequência,a cada dia mais corrupto um país que certamente o que falta é interesse dos governantes para tal melhora.
    Se não temos im país digno e organizado com saúde educação transporte e
    etc...para estes não e de tal interesse pois o baixo nivel de escolaridade definitivamente os proporcionam facilidade em manipular as pessoas.
    Mais em questão do dinheiro publico deveriam ser distribuídos e utilizados de forma responsável e não com tanta irregularidade.

    ResponderExcluir
  37. A cada dia em que se passa estamos pagando mais caro no valor dos impostos, e ainda assim não temos nenhum retorno investido em saúde, educação ou segurança.
    No mundo em que vivemos pessoas que estão no poder não se interessam em saber das necessidades da população,e com isso,temos um resultado de muitas verbas desviadas, e mesmo com a LRF a corrupção vai correndo solta!

    ASS: Lorrany Vieira

    ResponderExcluir
  38. Olá Fabio Pereira. Obrigado pelo comentário. Aproveite e leia outro artigo na área de Gestão de RH e deixe um comentário.
    Forte abraço e Sucesso!

    ResponderExcluir
  39. Olá Edineide Batista. Obrigado pelo comentário. Aproveite e leia outro artigo na área de Gestão de RH e deixe um comentário.
    Forte abraço e Sucesso!

    ResponderExcluir
  40. Olá Jessica Vieira. Obrigado pelo comentário. Aproveite e leia outro artigo na área de Gestão de RH e deixe um comentário.
    Forte abraço e Sucesso!

    ResponderExcluir
  41. Olá Lorrany Vieira. Obrigado pelo comentário. Aproveite e leia outro artigo na área de Gestão de RH e deixe um comentário.
    Forte abraço e Sucesso!

    ResponderExcluir
  42. Olá Dhovanna Hasna. Obrigado pelo comentário. Aproveite e leia outro artigo na área de Gestão de RH e deixe um comentário.
    Forte abraço e Sucesso!

    ResponderExcluir
  43. Olá Clenilsa Galeno. Obrigado pelo comentário. Aproveite e leia outro artigo na área de Gestão de RH e deixe um comentário.
    Forte abraço e Sucesso!

    ResponderExcluir
  44. Olá Ana C ristina Lima. Obrigado pelo comentário. Aproveite e leia outro artigo na área de Gestão de RH e deixe um comentário.
    Forte abraço e Sucesso!

    ResponderExcluir
  45. Na minha opnião as antigas gerações de gestores que começaram a administrar os recursos publicos com uma má disciplina e se estendeu até os dias de hoje,gerando uma geração de impunes pois ninguém os “vigiam”. Tudo que acontece nos bastidores do poder,só ficamos sabendo quando vaza alguma denuncia nos jornais,aí ouvimos falar dessas famosas CPI que para tentar mostrar ao povo que tem gente dentro do poder de olho . Essa má gestão e ipunidade se deve ao descaso do poder publico em cuidar dos recursos e dos interesses da sociedade. Muitos falam do aumento da violencia,alegando falta de segurança,a saude que está muito tempo na UTI e etc. Se os gestores vestissem a camisa do povo,tendo pessoas capacitadas a gerenciar esses recursos,pensando na qualidade de vida do povo a coisa seria outra,provavelmente melhor . Essas noticias que surgem por aí dizendo “o governo bateu novo record de arrecadação de impostos”,para mim é como visualizar uma gazela inocente pulando no meio da savana africana e um leão esfomeado escondido atras da moita pronto para dar o bote . Com essa LRF (LEI DE RESPONSABILIDADE FISCAL)que surgiu para educar ou pelo menos “tentar” mostrar como se deve fazer a administração dos recursos.
    Att. Kleber aguiar – Recursos Humanos

    ResponderExcluir
  46. É revoltante saber que nosso país poderia ser um dos melhores em saúde, transporte,segurança e principalmente em educação, e isso não acontece devido aos tantos desvios dos impostos que nós pagamos para termos essas benfeitorias. Com tanta contribuição de nós seres humanos com os impostos que muitas vezes são cobrados indevidamente, deveríamos ter uma qualidade de vida excelente, seriamos um país de 1º mundo. Mas como o governo prefere fazer investimentos em outros países que acabam nem trazendo retorno para nós, continuamos aqui tendo que fingir que nada acontece de mãos atadas, porque, se sairmos a luta de nossos direitos muitos veem que é apenas uma forma de fazer baderna, que não adianta nada lutarmos pelo o que é nosso. Devido a alienação por falta de informação. att. Ellen Cristiny Soares de Almeida

    ResponderExcluir
  47. Olá Kleber Aguiar. Obrigado pelo comentário. Seu texto está correto, bom. Ressalto que a afirmativa de que o governo bate recordes de arrecadação é verdadeira. Porém, esses recordes não são convertidos em serviços de qualidade ao povo. Dinheiro para a construção de Estádios superfaturados para a Copa do Mundo tem, para Saúde, Educação, etc., não! Lembro que a carga tributária no Canada é maior que a nossa, mas ninguém reclama do governo, porque a população tem tudo o que precisa. Aqui a história é outra, Carnaval e Futebol são cultuados como se contribuísse para alimentar os famintos, como se ajudasse na Educação de crianças e adolescentes e como um remédio para a nossa Saúde sucateada.
    Forte Abraço e Sucesso!

    ResponderExcluir
  48. Olá Ellen Cristiny. Obrigado pelo comentário. Infelizmente, o que temos visto nas passeatas e protestos é realmente uma baderna. O melhor protesto que podemos fazer, e que não custa nada, é votar conscientemente naqueles candidatos mais preparados para assumir o País e que se conheça a história de vida deles para errar menos. O voto é e continua sendo a melhor forma de protesto - é pacífica e dá resultado. Dar o voto em troca de favores não é voto consciente.
    Forte abraço e Sucesso!

    ResponderExcluir
  49. gisleny da silva14/04/14 21:53

    O que esperar de um país onde os representantes não se preocupa com nada a não ser com o próprio umbigo, onde a educação que deveria ser mais importante simplesmente não os interessa, entre muitas outras necessidades que a sociedade precisa.

    ResponderExcluir
  50. Suas palavras são muito sabias, e concordo plenamente, acho que a culpa e toda nossa, porque não sabemos escolher bem os nossos políticos. Acho que deveria ter um programa de TV, como horário politico, que ensinassem a população a vota conscientemente, porque a grande parte da população vota de qualquer jeito as vezes não sabe nem o nome do candidato.
    E o que mais acho errado e que são eles mesmos que cria essas leis para beneficia a si próprio e a população e que se vire com a falta de tudo.
    É o descanso maior e os gastos com a copa do mundo e as olimpíadas um absurdo e como se tive rindo com a nossa cara. Mais e assim, tem que fazer bonito pro povo de fora e muito feito para o povo de dentro.
    Maria da Conceição Lopes de Sousa - Estudante de Recursos Humanos

    ResponderExcluir
  51. Boa noite, é um ótimo texto que por sinal explica e até indica as maiores falhas dentre os governantes deste País, que no fim das contas só buscam mais poder. Ao mesmo tempo, o texto mostra a importância da qualificação e dos conhecimentos necessários à um gestor. Há de se lembrar dos ótimos comentários e da explicação de como a Lei de Responsabilidade Fiscal é importante para um pequeno passo rumo ao ajuste da gestão pública no Brasil e de uma tentativa de colocar um fim na impunidade, principalmente em relação a alguns dos figurões políticos em mandato. Rosália Rodrigues

    ResponderExcluir
  52. Esse ano de 2014 é um ano de eleição no nosso país, e o que mais ouvimos das pessoas a nossa volta é o quando detestam política e os políticos, enfim é uma canseira, o Brasil é um país conhecido pela corrupção dos seus governantes. Como eleitor ou cidadão ou apenas como uma pessoa comum, cabe a nós uma conscientização dos nossos deveres e direitos, sim nosso dever de saber escolher aquele que vai nos representar, que vai ser nossa voz durante os próximos 4 anos, aquele em que depositaremos nossa confiança e principalmente nossas esperanças, como também nosso dever de fiscalizar, cobrar e protestar, de sair da nossa zona de conforto e ergue a voz pra garantir que estamos sendo ouvidos. Nossos governantes na maioria das vezes, e o exemplo esta ai pra que todos possam ver, são despreparados e desinteressados, despreparados porque não tem um conhecimento mínimo de gestão ou seja administração, desinteressado porque falta uma vontade politica e não partidária ou individual, de servir ao povo, governar para o povo e com o povo, e como não poderia ser diferente nós como maiores interessados somos também despreparados e desinteressados, sem informação e sem vontade de se informar. Enfim termino dizendo que essa é a oportunidade, vamos escolher com consciência, vamos nos mobilizar, vamos nos informar e principalmente vamos agir.
    Maria José.

    ResponderExcluir
  53. Olá Gisleny da Silva. Obrigado pelo comentário. Só podemos esperar o pior quando muitos de nossos representantes só pensam em si mesmos, nas vantagens que podem obter do próprio cargo. Assim, é necessário escolher os melhores para o País, aqueles de boa índole, mas não importa o quanto sejam honestos, temos que fiscalizar, colocar o boca no trombone (não é fazer protestos), porque sempre haverá aquele grupo de arruaceiros que só estarão lá para fazer baderna, colocar lenha na fogueira.
    Forte abraço e Sucesso.

    ResponderExcluir
  54. Se a máquina não anda o povo fica insatisfeito sendo que o verdadeiro papel de uma boa organização pública eficiente e zelar pela imagem do governo e do estado oferecendo bons serviços a população, sendo que na prática isso ocorre bem diferente, o cidadão e aquele que contribui para a organização e aquele que paga seus impostos, agora compete a essa máquina publica tendo uma boa governança uma boa capacidade gerencial presta serviços dignos e com qualidade, prestar serviços de excelência, serviços que vão ao encontro da necessidade dos anseios da população não cumprindo com esse papel nós cidadão que devemos fiscalizar e encontrar os culpados agora cabe a sociedade ter consciência necessária para eleição de governantes melhores. Erik Fernandes

    ResponderExcluir
  55. Muito bom o tema, parabéns pelo texto.
    Existem grandes desafios na gestão pública, visto que o maior interesse dos gestores seja próprio, descaracterizando e descentralizando a necessidade da sociedade.
    Mesmo com todo o direito de cobrança que a sociedade tem de impor, observa-se a falta de exigência e comodismo gerando assim revelia dos condutores.
    Para tal descaso público a LRF impõe o controle e limite dos gastos, provocando uma mudança substancial na maneira como é conduzida a gestão financeira, com parâmetros a serem seguidos no âmbito dos recursos públicos.
    Eu vejo que o governo esta parado, porque nessas áreas como saúde e as outras, podem ser muito bem arrumadas em pouco tempo, e é necessário que nos moradores locais exijam os seus direitos como cidadão, que paga os seus impostos diariamente e anualmente, para que o cumprimento adequado destes serviços seja comprido conforme a lei brasileira rege. Eu vejo que a segurança que temos, ta ate melhor que muito outros lugares, mas a saúde ta muito precária, e olha que o governador e “medico” RSS, mais um dos hospitais que eu fui ver, e posso falar que e de primeira, e o hospital da criança, mas os outros públicos tão péssimos. Brasília e muitos outros estados, tão focados só na copa do mundo, e gastando milhões, e esquecendo do seu povo que banca tudo isso com os seus impostos, se o povo não se manifesta e fiscalizar tudo isso, o Brasil vai pro fundo do posso.

    ResponderExcluir
  56. Olá Maria da Conceição Lopes de Sousa. Obrigado pelo comentário. É um descaso com o dinheiro público, o nosso dinheiro. Infelizmente, esses investimento se justificam porque boa parcela da sociedade quer é isso mesmo, que o governo gaste com o supérfluo e que agrade os estrangeiros, depois eles vão embora e a população fica chupando o dedo. Reclamando da Saúde e da educação, porque o governo não tem dinheiro para investir nestas áreas, apesar dos recordes de arrecadação. Não bastasse a corrupção que desvia o dinheiro público a incompetência polvilha o serviço público. Falta de patriotismo, etc.
    Forte abraço e Sucesso.

    ResponderExcluir
  57. Olá Rosalia Rodrigues de Lacerda. Obrigado pelo comentário. Realmente há ótimos comentários sobre esse artigo, todos contribuíram de modo positivo ampliando o alcance do mesmo. Não é necessário concordar com o texto, podem criticá-lo também, oferecendo outro ponto de vista. Quanto a Lei de Responsabilidade Fiscal, ela sozinha não faz nada, é necessário que nós, os cidadãos, fiscalizem nossos gestores e denunciando qualquer irregularidade, sem isso fica muito fácil para eles sejam nossos representantes e todos os dirigentes públicos.
    Forte abraço e Sucesso.

    ResponderExcluir
  58. Olá Maria José Abade Duarte. Obrigado pelo comentário, bom texto. A maioria sempre diz odiar política, mas a verdade é que gostar ou não de política estaremos sempre envolvidos nela, seja pela nossa ação ou omissão. Não há como fugir a essa regra básica, porque é a política que decide os rumos do País e da População. E, tudo isso é feito com o nosso dinheiro, não importa se você compra uma caixa de fósforos ou um carro, você está pagando impostos, contribuindo com a arrecadação. Por isso a importância de fiscalizar nossos representantes e os gestores públicos.
    Forte abraço e Sucesso.

    ResponderExcluir
  59. Olá Erik Fernandes. Obrigado pelo comentário. É isso mesmo: Ter consciência para escolher bons representantes e depois fiscalizá-los, esse é o nosso principal papel. Afinal, eles não estão lá porque querem, mas porque os escolhemos. Nenhum deles faz mais do que a simples obrigação do cargo.
    Forte abraço e Sucesso.

    ResponderExcluir
  60. Olá Junynho Max. Obrigado pelo comentário. A mudança ocorre quando a população local começa a cobrar por serviços públicos de qualidade, forçando os administradores locais a cobrarem de seus superiores regionais e esses de seus superiores estaduais/distritais até que se atinja o governo nacional. Veja que exigir localmente - no bairro - por um serviço de qualidade criamos uma linha de cobranças que se prolonga nas estâncias superiores da administração pública. Se não há cobranças, não há o que fazer.
    Forte abraço e Sucesso.

    ResponderExcluir
  61. Muito bom o texto, é um assunto pouco discutido, afinal, o governo não anda investindo em educação para que a população seja capaz de se interar desses assuntos e debate-los de igual para igual. O governo quer um povo alienado, sem percepção, para enxergar aquilo que esta diante de seus olhos; tudo em nosso pais esta indo a falência, saúde, educação transporte etc... Não importa qual bom seja o gestor, se não houver força de vontade e um pouco de inteligência, a maioria dos administradores da renda pública estão interessados em encher seus próprios bolsos, e esquecem do restante das pessoas, das famílias de baixa renda, que trabalham o mês inteiro pra ganhar uma miséria, que dependem da saúde pública e da educação. Acredito eu, que pode até existir políticos capazes, mas os interessados de resolver os problemas da sociedade são minorias, a outra parte são egoístas a ponto de assistir de longe o nosso país indo pro esgoto, Brasil com tanta capacidade e com tanta falta de comprometimento dos governadores, nada vai mudar, e não importa quantas manifestações sejam feitas, se continuarmos votando errado e colocando pessoas erradas no poder. Muitos vendem seus votos, os políticos aproveitam a falta de instrução, e compra a população mais carente com bolsas e rendas, desnecessário tudo isso, a população mais uma vez deixa passar a chance de ver as coisas mudarem. Mas os que não se deixam enganar que fiquem sempre de voz ativa e sempre dispostos a fazer a diferença. Kaliany Bezerra Trigueiro

    ResponderExcluir
  62. Yan , concordo com o seu pensamento que na realidade é um fato vivido pela população desde muito tempo atrás. Nossos representantes no poder público, não dão a mínima para o que realmente necessitamos. O que precisamos é de gestores que se coloquem em nosso lugar e cumpram o que for prometido, dando ênfase nas necessidades primárias de uma população. Afinal, o que realmente queremos são pessoas que o façam bem e façam direito, dando qualidade aos serviços nós prestados.
    Talita Nayara Gomes- Gestão de Recursos Humanos

    ResponderExcluir
  63. Olá Kaliany Trigueiro. Obrigado pelo comentário. O governo brasileiro adota uma Política Assistencialista, com bolsa-família, bolsa-isso e bolsa-aquilo. Se somos acostumado a ganhar o peixe para que pescar? Inegavelmente são programas que conquistam os votos da população. Entretanto, não sei como ficariam essas famílias carentes sem essa Assistência. Veja que tais programas são uma faca de dois gumes, primeiro dá e depois tira. O ideal seria que as famílias NÃO precisassem desses recursos se houvesse mais oferta de empregos. Acontece que não é o Governo quem cria diretamente as vagas de emprego, mas a iniciativa privada. E, como os empresários podem criar mais empregos se a alta carga tributária pesa-lhes sobre as costas. Qual o incetivo?
    Forte abraço e Sucesso!

    ResponderExcluir
  64. Olá Talita Nayara Gomes. Obrigado pelo comentário. Apenas em época de campanha é que nossos futuros representantes, pelo menos a maioria, preocupam-se com nossos problemas, mas apenas até serem eleitos. Eles prometem de tudo, dizendo que vão fazer isso e aquilo, que vão solucionar o problema "x", "y" etc., mas nunca dizem COMO VÃO FAZER AS COISAS. Porque eles simplesmente não sabem como fazê-lo e quando sabem dependem dos votos dos colegas, seja do partido ou não, para que seu projeto seja aprovado. Existem muitos interesses partidários, mas pouco com o País, com o Povo. É a luta pelo poder, pura e simples. Se o discurso político da maioria dos candidatos é o mesmo, eleição após eleição e, ainda continuamos votando do mesmo modo, não há o que mudar. Assim, primeiro vote certo, depois fiscalize seu representante.
    Forte abraço e Sucesso!

    ResponderExcluir
  65. Suellen Gomes15/04/14 17:27

    É difícil e ao mesmo tempo triste saber que o nosso povo ''vive'' desamparado. Saber que quem deveria governar e assim nos dar algum retorno positivo só se preocupa consigo mesmo. Saber que a coisa toda só começa a funcionar quando querem algo em troca! Prometem muito, nunca cumprem e nós nunca questionamos: Como tudo isso será feito? Acho que a culpa não é só deles, e sim nossa também por ver o ''circo pegar fogo'' e ainda assim muitas vezes, aplaudir de pé... não ter a atitude de cobrar o que é nosso de direito, de por tantas vezes se voltar a coisas, que do meu ponto de vista não são tão importantes, que não nos darão nenhum benefício e ainda assim deixar tudo acontecer! E enquanto isso, nossa educação, saúde, transporte e outras coisas mais, vão sendo cada vez mais devastadas por um governo que já está acostumado com a nossa omissão. Querem um povo alienado! Precisamos querer sempre mais, saber mais e cobrar muito mais e não nos contentar com as migalhas que são oferecidas. Precisamos de gestores, que se preocupem com o povo, que se preocupem com o desenvolvimento da nação! Precisamos agir.
    Suellen Gomes - Gestão em Recursos Humanos.

    ResponderExcluir
  66. A arrecadação de impostos e contribuições federais em fevereiro ficou em R$ 83 bilhões, resultado recorde para o mês, É um montanha imensa de recurso que saem do bolso de quem produz e vai para o governo. Infelizmente nós não recebemos algo que valha a pena para nossa sociedade como educação, saúde e transporte, pois uma parte enorme é roubada. Quadrilhas enormes de políticos, funcionários públicos e juízes passando a mão, obras super faturadas, mensalão, parentes recebendo salários exorbitantes, ou seja, fazendo a "festa" com o nosso dinheiro. Outra parte do dinheiro ela é desperdiçada com muita gente no governo, burocracias demais e resultado de menos, estamos sendo massacrados com impostos altos e governo ruim. E para concertamos todos esses erros do nosso país é preciso concertar o governo, os políticos dependem do nosso voto, e o voto precisa ser consciente, se nós apenas pararmos de votar nos políticos "ruins", mau gestores, estaremos dando o primeiro passo para um Brasil justo e melhor, em que podemos ter uma infraestrutura descente que é a base de uma sociedade.

    ResponderExcluir
  67. É difícil falar de gestão nas organizações publicas diante dos fatos que ocorrem no dia a dia na nossa sociedade. Pois quando há uma grande benfeitoria para uma população, em outro lugar falta algo de grande precisão para as pessoas. Infelizmente é assim, quanto tem hospital não tem médicos para atender. É um governo que arrecada muito com impostos, mas não sabem resolver por completo os problemas, as necessidades da população. Acredito que esses representantes faltam caráter, respeito para com o seu povo. Não há uma gestão estratégica competente nas organizações publicas.

    ResponderExcluir
  68. Fato é que os gestores públicos têm assumido cada vez mais essa personalidade do descaso e de autobenefício não apenas por falta de preparo ou capacitação de si mesmos, mas também por pela falta de informação, instrução do próprio povo que os coloca lá e não exercem na íntegra seus direitos e deveres. Isso acaba gerando deficiências na administração e ao mesmo tempo amarrando as mãos dos que podem ou poderiam mudar essa situação, o próprio povo.
    Creio que bons gestores se formam não apenas por eletividade, comissões ou por formação acadêmica específica, mas também através de conscientização aplicada à formação escolar.

    ResponderExcluir
  69. Na minha opinião, referente aos gestores públicos falta não só instrução, mais para uma grande parte o problema é questão de ética. Já que esta é um conjunto de valores morais, que serve para que haja equilíbrio e bom funcionamento dentro da sociedade, possibilitando que ninguém saia prejudicado. Ora, sendo assim vimos que no momento em que o gestor público toma uma decisão, de algum modo vai afetar a sociedade. Daí a importância de conhecer os princípios para a boa conduta dentro da sociedade, e o compromisso que foi assumido junto com o cargo que ocupa, visando também a moral que vêm com o seu modo de agir.
    A Lei de Responsabilidade Fiscal ''trouxe'' digamos assim, perspectivas para a sociedade que esperava uma maior eficiência e transparência, principalmente referente ao dinheiro público. Eu não imaginava o quanto é o gasto com as despesas de pessoal e não sei a proporção de quanto é isso dentro de todo o dinheiro público investido. Porém, entendo que para o serviço público funcionar, precisa-se de gestores (servidores) capacitados para ocupar os cargos. Se eles trabalham, nada mais merecido do que ganhar por isso. Mais, o que me deixa revoltada, saindo até mesmo um pouco fora do contexto, é imaginar que bilhões foram gastos com a Copa do Mundo, e não vimos a metade disso ser investido, na educação, na saúde, em algo que realmente vai beneficiar a população. Sei que a copa do mundo no Brasil, tem trago muitas oportunidades de empregos, como por exemplo na área de Hotéis, que cada vez mais está investindo na contratação de profissionais, para receber bem os visitantes. Mais, pensando nas ''estatísticas'', passado os jogos será que esse hotéis terão como continuar com tantos trabalhadores, tendo a demanda de hóspedes diminuído? (...) Um outro exemplo, é uma situação pela qual passei. Há duas semanas estava doente e procurei a UPA (Pronto Atendimento) da região em que moro, o atendimento demorou mais de 3 horas, e quando finalmente achei que fosse ser atendida, fui informada que não tinha médicos suficientes para todos que esperavam o atendimento, e que o único médico que ali estava, só iria atender os casos mais graves. Ou seja, fiquei sem atendimento. No dia seguinte, assistindo a uma reportagem de determinada emissora, me deparei com a notícia de que as UPA's inclusive, essa na qual eu procurei, estavam conseguindo atender todos os pacientes que ali chegavam, e detalhe, na reportagem ficou explícito que o atendimento não passava de 2 horas para as situações menos graves. Bom, não sei se isso foi pura influência da mídia, ou falta de informações concretas, mais quem depende do serviço prestado pela saúde púlica, habitualmente se depara com esses tipos de problemas: é falta de médicos, é demora no atendimento. Aí vêm uma reportagem e diz: ''Olha o que o Governo está fazendo por você!''. Sinceramente, só estou o vendo o descaso com que somos tratados.
    Tenho consciência que a LRF já trouxe inúmeros benefícios, e esclarecimentos. Mais, ainda espero o momento em que vai funcionar de forma correta a distribuição do dinheiro público, que sua grande parte é de impostos que nós trabalhadores pagamos para ter uma vida digna. Mais, o que recebemos em troca é trabalhadores do transporte público que fazem greve porque não estão recebendo pagamento, falta de médicos e demora no atendimento dos hospitais públicos para atender a grande demanda de pacientes, preços de produtos nacionais cada vez mais caros, falta de segurança pública, etc.
    Não é só a questão de bilhões que foram investidos na Copa, mais é saber o que é feito com todo o dinheiro público. Entendo que isso é muito complexo para ser resolvido de uma hora para outra, mais ansiosa espero pelo dia em que haverá plena transparência do que é feito, com cada centavo que deveria ser repassado para a população como forma de serviço eficiente, mais que assim, infelizmente não é feito.

    (Thaís Oliveira da Costa)

    ResponderExcluir
  70. É espantoso como a calamidade e a falta de respeito para com o cidadão brasileiro cresce a cada dia mais. É vergonhoso ver como a saúde precária,a falta de estrutura na educação,lazer,transporte público afeta a sociedade como um todo.
    Sabemos que temos parcela de culpa em eleger pessoas despreparadas. Acontece que sempre estamos na fé que pode mudar e assim vão nos levando com promessas que nunca cumprem.

    ResponderExcluir
  71. Como o próprio nome diz "Gestão Estratégica nas Organizações Públicas" é o que falta no Brasil a falta de gestão nas organizações públicas, entra muito dinheiro e muito desse dinheiro não sentimos os efeitos, que na pratica deveria ser ser investido em setores que todos brasileiros sonham um dia em ter como uma educação de qualidade, hospitais com boa infraestrutura , segurança pública entre outro.
    (Douglas Sousa de Brito)

    ResponderExcluir
  72. Os governantes precisa destinar melhor os recursos do nosso Pais, para que seja um lugar melhor, onde a população possa conhecer o significado da verdadeira cidadania e que seja prioridade o investimento em Educação, Saúde e Segurança. Bases fundamentais para o bom andamento de um pais, pois, a responsabilidade e honestidade também é crucial para que qualquer setor publico funcione. Sendo assim, os profissionais deveriam ser mais qualificados, ter mais força de vontade, caráter e trabalhar com ética, para exercer a profissão e promover uma gestão publica eficiente.
    " Samirys Barbosa "

    ResponderExcluir
  73. Olá Suellen Gomes. Obrigado pelo comentário. É triste, pois o alimento de nossos governantes é a Alienação da população, porque se torna mais fácil governar sem serem cobrados.
    Forte abraço e Sucesso!

    ResponderExcluir
  74. Walter Ferreira

    O titulo diz tudo!
    É tudo o que precisamos para sermos mais organizados financeiramente e termos a certeza que a verba pública está sendo usada da forma correta por nossos representantes, que por sinal, somos nós mesmos que escolhemos.

    ResponderExcluir
  75. Olá Roger Moura. Obrigado pelo comentário. É verdade, votar nos candidatos mais preparados, com boa índole, um bom histórico de vida e compromissados com o País é o primeiro passo rumo a conscientização do voto, não é garantia de sucesso, mas erra-se menos dessa forma.
    Forte abraço e Sucesso!

    ResponderExcluir
  76. Olá Simone Moreira. Obrigado pelo comentário. Problemas sempre existirão, todavia quando tivermos governantes e administradores compromissados com o serviço público, esses diminuirão drasticamente.
    Forte abraço e Sucesso!

    ResponderExcluir
  77. Olá Amanda Sales. Obrigado pelo comentário. Infelizmente não é só os Gestores Públicos quem tem assumido essa personalidade do descaso e do autobenefício. A maioria tem assumido essa postura, a sociedade em geral. É o "jeitinho brasileiro" de querer levar vantagem em tudo que emperra a qualidade de vida do povo. Governo nenhum se sustenta por muito tempo diante desse tipo de comportamento.
    Forte abraço e Sucesso!

    ResponderExcluir
  78. Olá Viktoor. Obrigado pelo comentário. Posso garantir que o numero de pessoas na máquina administrativa pública é insuficiente para atender as necessidades de uma população de quase 200 milhões de habitantes. O "x" da questão são os desvios de verbas públicas, a corrupção, o apadrinhamento velado, a incompetência administrativa gerencial, etc. Escolher nossos representantes com sabedoria é algo raro, mas pode ser feito tanto pelos bem informados quanto pelos pouco informados. O fato é que uma campanha silenciosa, como a que estamos fazendo aqui nos comentários dá mais resultado do que se estivéssemos nas ruas protestando. Tudo começa com um ideia, depois com a sua divulgação. é o que estamos fazendo.
    Forte abraço e Sucesso!

    ResponderExcluir
  79. Olá Thaís Oliveira. Obrigado pelo longo e bem-vindo comentário. Nunca acredite "em tudo" nas propagandas governamentais ou de candidatos a eleição divulgadas pela Mídia (TV, jornais, Revistas, etc.). Eles sempre vão querer mostrar seu melhor, vão disfarçar um problema apontado uma solução que talvez nunca chegue, etc. Tire suas conclusões, não permita que os outros concluam por você. O voto é seu e ninguém pode votar em seu lugar.
    Forte abraço e Sucesso!

    ResponderExcluir
  80. Olá Jane Oliveira. Obrigado pelo comentário. Ter fé (acreditar e pedir por dias melhores, condição de vida, etc.) é o passo inicial para mudança. Entretanto, Deus não realiza nossos desejos pura e simplesmente porque pedimos, porque temos fé, Ele cria as condições para nós realizarmos nossos desejos. Assim, a fé sem ação é inócua.
    Forte abraço e Sucesso!

    ResponderExcluir
  81. Olá Douglas Souza de Brito. Obrigado pelo comentário. Falta Estratégia ou ela é mínima para nossos administradores públicos. Eles deveriam trocar as cartas de baralho, o dominó e o futebol pelo jogo de Xadrez.
    Forte abraço e Sucesso!

    ResponderExcluir
  82. Olá Walter Ferreira. Obrigado pelo comentário. Leia outros artigos sobre o tema e deixe um comentário, recomendo a todos também.
    Forte abraço e Sucesso!

    ResponderExcluir
  83. Nosso pais deveria se um dos melhores,pois os imposto sao altisimos e so almentam cada vez mais ,falta dignidade, falta interrese, falta aquelas pessoas que estao no poder olha para baixo e ver a relidade de cada um como saude, educaçao, qualidade de vida. É revoltante implora por algo que é nosso por direito !!!! valmir rodrigues

    ResponderExcluir
  84. Na verdade falta mais humanidade,e respeito pelo próximo no coração desses gestores.por isso falta investimento na saúde que é um ponto que atinge todo pais.
    Os representantes estão mais preocupado,com poder e beneficio próprio,e não o que sociedade passa nos hospitais e na mão de bandidos.

    Jerffson Coelho de Jesus
    Sala 21 curso RH
    Prof Luciana Rangel

    ResponderExcluir
  85. A gestão governamental na verdade não existe, existe sim uma visão lucrativa a favor de seus próprios interesses, somos recordistas em arrecadação de impostos e mesmo assim o povo não tira proveito de quase nada arrecadado.

    Flávio Moreira de Oliveira
    Sala 21 - Curso Gestão Comercial
    Profª. - Luciana Rangel

    ResponderExcluir
  86. Olá Valmir Rodrigues. Obrigado pelo comentário. Implorar Nunca! Apenas exigir que nossos representantes cumpram suas promessas, esse é um direito nosso.
    Forte abraço e Sucesso!

    ResponderExcluir
  87. Olá Jefferson Coelho de Jesus. Obrigado pelo comentário. Antes de qualquer coisa, o primeiro projeto de Lei a ser votado, deveria ser o da Reforma Política, condição necessária para resolver os outros problemas brasileiros.
    Forte abraço e Sucesso!

    ResponderExcluir
  88. Olá Flávio Moreira de Oliveira. Obrigado pelo comentário. Está vendo, dinheiro tem, só não existe vontade dos nossos representantes em distribuir essa renda em serviços de qualidade à população. Por isso Reforma Política Já!
    Forte abraço e Sucesso!

    ResponderExcluir
  89. Ecrisnoenia16/04/14 15:58

    Excelente o texto.Nosso país tem tudo para ser um país de primeiro mundo,com um serviço público de boa qualidade,mas quem elegemos para nos defender não tem nenhum interesse em fazer esses serviços funcionarem bem.Falta interesse de ambas as partes,pois pagamos muitos impostos e não temos o retorno merecido.

    ResponderExcluir
  90. A correta utilização dos recursos financeiros depende da honestidade do administrador e de seus agentes públicos. Não existe lei que possa transformar o desonesto em honesto; pode quando muito, intimida-lo com ameaças representadas por sanções penais. O que não adianta muita coisa pois se a população não souber escolher seus representantes nada irá mudar. Temos que começar a mudança por nós mesmos para poder conseguir mudanças no país.

    ResponderExcluir
  91. De fato, sabe-se que existem diversos problemas que assolam os Governos em todas as esferas, mas no que tange, aos serviços básicos e essenciais para a Sociedade, é interessante que façamos uma reflexão e por analogia, concluir que; desde os primórdios, considerando a partir do Período Regencial do Brasil tais problemas vem surgindo e ganhando vulto no cenário nacional. Vale ressaltar que não podemos negar que os Governantes demonstram preocupação e com atos e soluções amparados por Leis e Decretos, agem de forma preventiva e corretiva nestes casos. Entretanto, para sucesso dessas ações, surge a figura do indivíduo que inserido no poder público, tem como objetivo integrar os quadros e além disso participar, como se fosse uma peça do mecanismo buscando sempre o melhor resultado. Mas, seguindo a ideia do autor do texto, nem sempre isto é possível, devido a desvios de conduta e entre outros que acabam denegrindo as Instituições. Coibir tais atos, corrigir e punir, faz parte da grande e poderosa estrutura que também é responsável por controlar e fiscalizar, dentre a sua área de atuação no âmbito Federal, Distrital, Estadual e Municipal. Infelizmente, algumas medidas paliativas não atingem os seus objetivos e sequer possuem continuidade, porém, devemos manter a esperança, crer no fiel cumprimento da Lei, aguardar que sejam tomadas medidas cabíveis e seguir firmemente os preceitos do nosso Pavilhão Nacional, ORDEM E PROGRESSO, para que um dia, quem sabe, talvez possamos chegar a um nível satisfatório e atingir o bom viver dentro da sociedade neste imenso território nacional.

    ResponderExcluir
  92. A sistemática das organizações públicas brasileiras tem como premissa básica a autonomia forte dos gestores públicos ou seja os ocupantes de cargos governamentais sobre as principais esferas estatais implicando nos direitos do cidadãos que deveriam ser invioláveis,onde eles reorganizam ao bel-prazer ,ainda mais se tratando de dinheiro público,que é mal investido nas áreas prioritárias do Estado,que são Educação,Saúde e Segurança,observando a quase total liberdade de inferir a favor desses recursos para vantagem própria dos governantes,mesmo com a Lei de Responsabilidade Fiscal,que serve de parâmetro para não extrapolar o orçamento público e tentar manter um transparência fiscal,mas ainda sim conseguem articular manobras para desvio de verbas.Somente quando houver a descentralização desse poder do Estado sobre os recursos da sociedade,haverá uma gestão focada em corrigir os problemas do Brasil e chegará ao fim desse capitalismo de Estado.

    ResponderExcluir
  93. Débora Laís16/04/14 17:34

    O Brasil é um tipo de mafia que nunca vai acabar ,a população esta tão desanimada com a politica , que escolhi um Palhaço pra nos representar , o dinheiro q chega nos cofres públicos , são tudo gastos para a melhoria do salario , de quem esta no poder ..... Temos q rever nossos conceitos na hora de votar , e acreditar q o próximo governo vai ser melhor .

    ResponderExcluir
  94. Muito interessante esse artigo, pois trata de assunto bastante importante, pois nos desperta a conhecer mais os nossos direitos em relação ao que fazem com o nosso dinheiro, não é porque é público que podem fazer o que querem e beneficiar um pequena minoria da população. Essa artigo me desperto a estudar e conhecer melhor a LRF - Lei de Responsabilidade Fiscal. E o que mais marcou foi a seguinte frase: "Nossos representantes não nos representam de forma plena." Faço dessas as minhas palavras. Amélia Ferreira dos Santos

    ResponderExcluir
  95. ESTE TEXTO FALAR O QUE ESTAMOS VIVENDO OS GOVERNO COMBRA IMPOSTO DE TUDO E NA HORA DE INVERTI NA POPULAÇAO PULA FORA ,ESTAMOS CANSADO DE TANTO ROUBO,E DEPOIS ELES AINDA SAI EM PUNI.

    ResponderExcluir
  96. temos visto que os nossos gestores ou melhor dizendo, os nossos políticos tem feito uma grande arrecadação de impostos em benefícios de se próprio, e a nossa saúde tanto quanto a segurança está em um grau de dificuldade muito grande. infelizmente a eficiência dos gestores tem sido uma catástrofe. as organizações tanto pública quanto privada tem deixado a desejar. Francisco Honorato de Souza.

    ResponderExcluir
  97. Hoje em Dia já nem acredito em mudanças, sempre foi assim, impostos altíssimos. Tanto dinheiro arrecadado, O Brasil possui uma das maiores cargas tributárias do mundo, mais infelizmente não temos políticos capacitados. Devemos construir a consciência que os impostos têm a finalidade e o desenvolvimento social e de financiar os serviços público mantendo e distribuindo a renda de modo certo, em educação, saúde, saneamento básico e tantos outros serviços necessários à população.


    Leonardo Marinho

    ResponderExcluir
  98. A cada ano que passa, pagamos altas taxas de impostos e no final das contas não sabemos com o que foi gasto esse dinheiro. Dinheiro que passa da faixa dos Bilhões no Impostômetro. Dinheiro que poderia ser bem dividido entre Saúde, Educação, Miséria, entre outras coisas a mais que o nosso país precisa. Mais com isso precisamos de uma GESTÃO, para ai sim termos alguma mudança!

    ResponderExcluir
  99. Atualmente, estamos tão acostumados a culpar nossos governantes, sejam eles, o prefeito da cidade, o governador do estado, o presidente do país; que não nos atemos aos fatos, aos verdadeiros culpados. Não estou dizendo que nossos governantes não são culpados, ao contrário, eles também são credenciados com sua parcela de culpa, pois sabemos dos inúmeros casos de cassação, má administração, péssima distribuição de renda e diversos outros fatores. Mas a culpa principal é nossa, cidadãos brasileiros. A maior parte da população não tem motivação política. Devemos lembrar, que os políticos são nossos representantes legítimos, somos nós que os escolhemos, livre e democraticamente.

    Ana Paula de Lima

    ResponderExcluir
  100. É complicado viver em uma sociedade onde pagamos muito caro e não temos nem nossa segurança. Mais acredito que isso pode mudar, e essa mudança começa em nós. A população reclama, reclama mais nas eleições votam sempre naqueles que não fazem nada por nós. Esse ano é ano de eleição, vamos tentar mudar isso, vamos colocar pessoas novas e acreditar que elas mudem essa nossa realidade. WANESSA SANDRINI

    ResponderExcluir
  101. É complicado viver num país em que os interesses pessoais dos nossos gestores políticos ultrapassem qualquer necessidade da população, mas o culpa não e somente deles mas nossa também, pois somos nos que os escolhemos para nos representarmos no poder, cabe a cada um de nós nos conscientizarmos na hora de eleger cada um deles, pesquisando melhor sobre sua vida e seus planos políticos para o país, ou melhor, nos colocarmos lá no lugar deles

    ResponderExcluir
  102. É realmente vergonhoso saber que somos tao mal representados, um país onde os impostos estão cada vez mais altos, e o numero de pessoas que morrem em filas des hospitais também. E onde está a verba destinada para saúde? Serviu para 'tapar buracos.' Os que estão lá no poder, só se lembram de nós no período das eleições e cabe a nós população que os elegeram cobrar, todas as promessas que não foram cumpridas, não adianta reclamar em casa, sentados no sofá assistindo o jornal, temos que sair, cobrar o que de direito é NOSSO. Buscar melhorias para saúde, transporte publico e educação para as nossas crianças e jovens, porque eles sim, são o futuro do nosso pais. Bruna Camelo. S-21

    ResponderExcluir
  103. Olá Ecrisnoenia. Obrigado pelo comentário. Apenas precisamos exigir nossos direitos.
    Forte abraço e Sucesso!

    ResponderExcluir
  104. Olá Roberta Gomes. Obrigado pelo comentário. Exatamente, nós é precisamos mudar. O que está posto tem como base nosso comportamento (do povo). Por isso se diz que cada Povo tem o governo que merece. Assim, se quisermos mudar o comportamentos dos políticos antiéticos temos que mudar primeiro.
    Forte abraço e Sucesso!

    ResponderExcluir
  105. Olá Anônimo. Obrigado pelo comentário. Texto bem escrito, revelador e esperançoso. Gostei!
    Forte abraço e Sucesso!

    ResponderExcluir
  106. Olá Johnny Passo Galdino. Obrigado pelo comentário. Por isso sempre falamos que um passo importante para o Brasil, não o único, é a Reforma Política.
    Forte abraço e Sucesso!

    ResponderExcluir
  107. Olá Débora Lais. Obrigado pelo comentário. Lembramos que o Poder Legislativo é o único que tem o poder de reajustar (aumentar) seus salários. Quando exigimos e queremos o melhor de nosso futuros candidatos, recebemos o melhor.
    Forte abraço e Sucesso!

    ResponderExcluir
  108. Olá Amélia Ferreira dos Santos. Obrigado pelo comentário. Leia outros artigos aqui sobre essa temática e deixe comentários também.
    Forte abraço e Sucesso!

    ResponderExcluir
  109. Olá Francisco Honorato de Souza. Obrigado pelo comentário. Veja outros artigos sobre o tema e deixe um comentário.
    Forte abraço e Sucesso!

    ResponderExcluir
  110. Olá Leonardo Marinho. Obrigado pelo comentário. Acredite, a mudança é a única constante do universo, tudo muda, o que precisamos fazer é direcionar essas mudanças para os anseios da população - aquilo que queremos.
    Forte abraço e Sucesso!

    ResponderExcluir
  111. Olá Ricardo Borges. Obrigado pelo comentário. Sim! Se temos dinheiro tudo se resume a Gestão desses recursos. Lembrando que todo aquele em cargo público de direção, seja do Presidente da República aos vereadores, e todo o 2º, 3º. 4º... escalões exercem a função de Gestores, assim como os Gestores de RH.
    Forte abraço e Sucesso!

    ResponderExcluir
  112. Olá Ana Paula de Lima. Obrigado pelo comentário. Isso mesmo, se os Políticos têm "culpa no cartório", nós somos culpados antes deles, porque os escolhemos.
    Forte abraço e Sucesso!

    ResponderExcluir
  113. Olá Wanessa Sandrini. Obrigado pelo comentário. Hoje o principal problema brasileiro é a Violência que bate às nossos portas, e o pior de tudo isso é que estamos nos acostumando com ela. Todavia quando ela chegar as portas de nossos representantes as coisas mudam de imediato. Pode apostar!
    Forte abraço e Sucesso!

    ResponderExcluir
  114. Olá Josiane Araújo Santos. Obrigado pelo comentário. Esse é um caminho a seguir. Para aqueles que já são "nossos representantes" e não cumpriram seu papel ao gosto da população, que tentarão a "Reeleição", simplesmente NÃO DEVEM SER VOTADOS, porque conhecemos sua atuação ou melhor sua omissão frente aos problemas da sociedade. Pode apostar, apenas essa atitude do Eleitor já demonstra seu descontentamento para com esses Políticos e acaba por "limpar a casa". Seu voto é livre, secreto e importante, na exata medida que pode eliminar o "lixo" político. Ao meu ver nem deveria existir a possibilidade de Reeleição mesmo aos bons políticos. Pedimos e exigimos mudanças e continuamos votando nos mesmos "caras", isso fere a lógica. Como também fere a lógica Perder um dia inteiro debaixo de um sol escaldante promovendo protestos, passeatas que se tornam um show de vandalismo quando um simples voto, livre e pacífico, resolve o problema. Porque é o voto que define a classe política que irá dirigir o País e não 1000 protestos. Quanto aos novos candidatos, para esses sim deve-se saber toda história de vida deles para votar mais acertadamente. Esse é o caminho da verdadeira mudança
    Forte abraço e Sucesso!

    ResponderExcluir
  115. Olá Bruna Camelo. Obrigado pelo comentário. Isso mesmo não temos que ficar sentados no sofá, temos apenas que sair para votar conscientemente.
    Forte abraço e Sucesso!

    ResponderExcluir
  116. ATENÇÃO: A todos os comentaristas peço que, caso tenham achado o artigo interessante considerem a possibilidade de indicarem o referido em suas páginas: Twitter, Google+, Facebook, etc. Considerem também a possibilidade de seguir este Blog ou Assinar nossa Newsletter porque toda vez que for publicado um novo artigo aqui ele vai diretamente para seu e-mail.
    Obrigado pela presença e participação de vocês nos comentários.
    Forte abraço e sucesso!

    ResponderExcluir
  117. É preciso que os gestores sejam verdadeiramente líderes para ouvir e dar a devida
    importância às sugestões, críticas e análises dos servidores. Valorizar o que os servidores dizem é essencial para conseguir entender as demandas da sociedade que são os nossos “clientes externos”. Esses procedimentos podem ser identificados como “Gestão Estratégica.
    Sabe-se que o sucesso de uma gestão estratégica na administração pública se conforma com: uma postura de visibilidade; a responsabilização sobre as ações governamentais pelo ente e gestor público; transparência, ética e moralidade na gestão administrativa o uso de novas tecnologias que possam agilizar o serviço público com eficiência,eficácia e efetividade e, principalmente, a ampliação da participação da sociedade juntamente com os instrumentos de controle social NASCIMENTO ( 2010).
    No entanto, vale lembrar que os gestores devem agir com disciplina e responsabilidade com a coisa pública.
    Octávio Ascenso de Souza.
    14/05/2014

    ResponderExcluir
  118. Acredito que tudo que é púbico é bastante complicado de gerenciar e administrar, pois as pessoas acham que porque é público não tem dono, não é de ninguém, cometem erros e não são punidos, como é citado no texto: O problema não é só de gestão estratégica, além disso é um problema de impunidade com alguns dos gestores públicos.
    Ótima reflexão nesse texto.
    Amélia Ferreira dos Santos - Gestão de Recursos Humanos.

    ResponderExcluir
  119. Concordo que o problema maior não está só na gestão e sim nos nossos gestores que só se interessam pela política e acaba esquecendo da população que sorem amargamente na saúde que a cada dia é drástica, e os impostos que só aumentam e os cofres públicos vai só aumentando o numero de arrecadação,sem vermos nossos impostos serem aplicados corretamente ,
    Lisiane Vieira da Silva Anjos

    ResponderExcluir
  120. O problema que estamos enfrentando no que se diz respeito a gestão nos órgãos públicos,é realmente preocupante.Como o Yan mesmo citou no texto acima o governo bate recorde em arrecadação de impostos.Essa verba que entra nos cofres públicos,teriam que ser investidos para a população.Tais como; Saúde,Educação,Segurança e dentre outros.
    Porem,o que acontece com o nosso dinheiro?
    O que vemos nitidamente hoje em dia, é o total descaso,incompetência e irresponsabilidade dos nossos governantes.
    No meu modo de pensar,para que esses problemas sejam sanados, é necessário ter em nosso governo pessoas honestas e competentes para assumir tal cargo ,pois dinheiro temos, só não temos governantes que saibam usa los de forma correta.
    ass: Sandra Damazio de Jesus Alves

    ResponderExcluir
  121. A gestão estratégica nas organizações públicas, deveria ser iniciada com a formação acadêmica dos candidatos aos cargos delegados. Existem muitos cargos oculpados por familiares e leigos, lesando a gestão das tarefas públicas.
    O pivó dessa ma gestão, é a população, que a cada dia se mostra mais incapacitada de reivindicações dos seus direitos, contra a corrupção e o momento de eleger um candidato.
    O quanto podermos nos satisfazer com o pouco, menos ainda o governo ira nos devolver. Devemos ser ambiciosos na devolução do nosso dinheiro arrecadado pelo governo,pois só assim, será repassado com uma boa gestão aos recursos públicos, principalmente na educação,pois ira fortalecer a população nos conceitos políticos, tornando-nos rigorosos no momento de elegermos nossos representantes.

    Sandro Lima de brito

    ResponderExcluir
  122. Concordo plenamente com todas as sitacoes do texto.Exelente!!!Bem explicativo,instrutivo,rico em informacoes.E certo afirmarmos que vivemos num pais onde falta muitas coisas a serem melhoradas,onde o gorveno e principalmente as pessoas que nos representam nao fazem" valer a pena" o direito que nos os demos parem estarem onde estam.Como foi citado no texto acima falta de dinheiro nao e,e sim falta de querer nos representar devidamente,fazendo assim mal uso de poder e dinheiro para a pulaçao e bom uso ,destes para beneficio proprio.Ha muita falta de conciencia na hora de elegermos nossos representantes,e ficamos refens por 4 anos e depois mais 4 e assim continua nossos dias como se nada estivesse acontecendo,precisamos acordar enquanto ha tempo,fazermos valer a pena nossos direitos,lutarmos por dias melhores,pelo nosso futuro,precisa melhorias em diversas areas:educaçao,saude,seguranca,enfraestrutura entre outras,mais para isso acontecer falta concientizaçao daspessoas,precisa- se que deixemos de se contentar c tao pouco .BARBARA DE ALMEIDA SILVA CONCEICAO.

    ResponderExcluir
  123. O Brasil e o maior país de arrecadação de impostos mas o que não da para entender por que a saúde, educação, e segurança esta cada dia pior, na verdade dar para entender sim não temos pessoas honestas e qualificadas para realizar uma boa gestão.
    Os interesses da sociedades são esquecidos mas e cobrado através de altos impostos.Há muita contradição na gestão publica o que resulta baixo crescimento para o pais.
    O descaso e grande com a população que a cada dia ver um escândalo diferente e continua a pagar contas altas.

    Adriana Gomes De Lima

    ResponderExcluir
  124. Brasília, 22 de Março de 2015.


    Senhor Klovinsk,


    Apesar do rico conteúdo do texto, creio que temos que ter uma visão mais ampla e detalhada sobre a política brasileira. O contexto da reforma politica não se concentra somente no que diz respeito a mudanças no contexto politico, na sociedade, cultura politica e no Estado. Os princípios democráticos a serem norteados para que haja uma verdadeira reforma politica além de algumas citadas pelo Senhor, seriam a verdadeira transparência politica, um controle social relevante... E o que considero primordial, a reforma no processo de decisão do cidadão. Para que possamos "construir uma sociedade, livre, justa e solidária" é necessário começar pela rede básica de educação, anexando desde o primário, educação sociopolítica, filosofia e sociologia, na grade curricular de nosso jovens, para que futuramente tenham, opiniões sensatas e coerentes, fugindo da alienação atual. A presidenta do país Dilma Rousseff em um de seus discursos propôs a retirada de tais matérias da grade curricular do ensino médio alegando ser “desnecessário” ... Tal fato nos leva a questionar quais seriam suas verdadeiras intenções.
    A mídia basicamente, nos leva a um corriqueiro questionamento. Apesar de não estarmos vivendo na “ditadura”, creio que a censura ainda exista, de uma forma maquiada e quase que imperceptível , enquanto nosso país se encontra em crise, a mídia não da a devida atenção e informação ao cidadão brasileiro sobre o que realmente acontece... São entretidos com a filosofia do “ Pão e circo” e ficam satisfeitos com isso,” Enquanto o animal com ele entorpece”. Como também citado pelo Senhor em um dos comentários a cima, “O direito não socorre aqueles que dormem”.
    De acordo com o IBGE , o índice de desenvolvimento do Brasil (IDH) é consideravelmente alto para um pais emergente. Fazendo uma analise critica, a pesquisa se torna duvidosa e até petulante se analisarmos as verdadeiras circunstancias do pais. Podemos observar e compartilhar com os demais, senhor Klovinsk, que essa divisão é feita de maneira errônea, sendo que a renda se concentra somente na “elite” da sociedade. “NÃO CIRCULA”. O Brasil ocupa a “SEGUNDA” posição na lista do BRICS (grupo formado por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul).


    PARTE I

    Bárbara Cleiane Pacheco De Almeida

    ResponderExcluir
  125. Retomando o comentário anterior...

    Referente a gestão do país, concordo plenamente com o Senhor, acredito que há um despreparo na gestão, onde pessoas tão leigas ocupam cargos de renome. O Brasil se encontra desamparado de bons representantes. Atualmente precisamos de mudanças nas leis. Tornando burocrático o trajeto de nossos representantes até a posse. 1º exigir ao mínimo nível superior de nossos representantes legais 2º Obter um bom treinamento antes da posse 3º Só ocupassem o devido cargo no qual se encaixassem 4º Fosse feito um feedback das atividades e desempenho do representante. 5º exercer suas funções com eficiência, eficácia e efetividade. Planejando, organizando, dirigindo e controlando.6º Ser oferecido salários coniventes e justos para os dignos servidores representantes. Assim poderíamos realizar uma verdadeira reforma politica, eliminado os problemas de origem como o patriarcado, patrimonialismo, a oligarquia, o nepotismo, o clientelismo, o personalismo e a corrupção.

    Por fim, gostaria de parabeniza-lo pelo excelente blog , achei muito interessante a sua biografia, presumo se tratar de um erudito audacioso. Conteúdo muitíssimo rico, super interessante e agradável. Um texto altamente conciso e coerente. Lembrando que seria um prazer conhece-lo e poder lhe dar as honras pessoalmente. Fiquei encantada pela sinopse de seu livro “Esquizofrenia” e estou ansiosa para ler , espero que seja tão bom quanto seus textos. Peço lhe desculpas pela minha ignorância e mediocridade, por enquanto não tenho essa carga de conhecimento empírico, mas não me falta a audácia e curiosidade para me assemelhar a tamanha sabedoria. Desde já agradeço. E gostaria de deixar minha sugestão de tema. Gostaria que fizesse uma resenha psicológica a respeito do meu livro preferido “O pequeno príncipe” que me tem cativado desde a primeira vez que li. Gostaria que me surpreendesse com uma visão diferente e que talvez se assemelhe a minha visão e que fuja da visão superficial. Gostaria também de agradecer a queridíssima, Luciana Rangel, por ter compartilhado tal blog até então desconhecido para que pudesse ampliar a minha visão sobre diversos assuntos.


    Respeitosamente,

    Bárbara Cleiane Pacheco De Almeida.

    ResponderExcluir
  126. Infelizmente esse é o nosso Brasil, onde nossos gestores públicos estão poucos preocupados em governar com honestidade ou em prol da sociedade. Mais acredito num futuro melhor com menos corrupção, onde nós brasileiros poderemos ter saúde, educação com dignidade. Parabéns pelo blog Yan Klovinsk.
    Att,

    Carolina Maria Jovino.

    ResponderExcluir
  127. O autor está de parabéns pelas informações contidas no texto, realmente muitos de nós vemos os problemas sociais, como os de saúde, educação , segurança e infra-estrutura no geral, mas muitas das vezes não sabemos certamente os motivos desses problemas.
    A maior parte desses problemas vêm como consequência da irresponsabilidade dos nossos gestores públicos, que muitas das vezes não estão preparados para tal tarefa, mas acabam por assumir tais responsabilidades por interesses particulares, muitas das vezes por dinheiro.
    O que nosso país realmente precisa é de gestores aptos a assumirem suas obrigações com determinação, competência e de forma justa.

    Fabio de Lima Sousa.

    ResponderExcluir
  128. Concordo inteiramente com a visão do autor em relação a má gestão pública de nossa nação, infelizmente essa situação não mudará tão facilmente, tão pouco amanhã ou daqui uma semana, ou até mesmo dez anos. Essa péssima gestão vem decorrente a muitos anos, e vem se agravando mais e mais.
    Não adianta culpar um determinado setor, quanto o problema é conjunta, de todo o governo e população. Permitimos que chegasse a tal situação, portanto temos nossa parcela de culpa por autorizar que esses gestores disponham de tamanho poder. O pior de tudo é que não temos força conjunta da sociedade para que haja mudanças concretas e permanentes a favor das necessidades do povo brasileiro, essa é a nossa mais triste realidade!
    Deveria haver mais seriedade e comprometimento quando se trata da gestão estratégica nas organizações públicas e punições severas quando fossem ignoradas o cumprimento dos deveres em prol da população, pois estamos a mercê dessa grande maioria sem o conhecimento necessário para a exerção do cargo.
    Parabéns Yan Klovinsk, por nos proporcionar esse texto indagador e de autorreflexão.
    Gabriela Yuki Nati.

    ResponderExcluir
  129. Administração Pública no Brasil começa errado na cabeça das pessoas que fazem concurso, sejam elas de qualquer área.Visam apenas vida boa, "o não trabalho' sempre pensando em levar vantagem e não pensam no bem de todos, que é na verdade o propósito pela qual foi criada. O setor público também nao selecionam as pessoas como nas empresas privadas, que tentam adequar cada um conforme suas habilidades para que possam desempenhar bem suas funções. Émuito comum encontrarmos administradores, advogados, e outros desempenhando funções opostas as suas, trazendo assim, essa bagunça que é hoje. Vá em qualquer órgão público hoje e verá o reflexo disso. obrigada. Lídia Dourado Lopes Amorim.

    ResponderExcluir
  130. Falar sobre administração publica no nosso pais e complicado e revoltante.Um pais que esta sendo uma vergonha que literalmente esta sendo destruído pela velha corrupção,que esta a cada dia nos mostrando que esta sendo a força maior em nosso pais de tanta desigualdade em todos os sentidos.Lei funciona para quem tem agora quem não tem dinheiro a realidade e outra .A cada dia um lei e criada e aprovada,a grande realidade do nosso pais e que tem lei de mas a lei te prende a lei te solta,parece piada mas a realidade e essa.Nossos governantes estão a cada dia dificultando e acabando com nosso pais.Enquanto houver pessoas desqualificadas no poder vai ser assim,assustador e cheios de falhas.Pois no momento não temos nada nem nossos filhos futuramente vai ter,se o bebê que agora e uma velha conhecida como a "corrupção" predominar em nossos cargos de mair poder publico...... Janize da silva melo

    ResponderExcluir
  131. Realmente falta gestores competentes no mercado não só no Brasil,mas também em outros países do mundo,mas principalmente no nosso país,só que não só eles tem que mudar a forma de governar,nós também precisamos mudar nosso pensamento,não depende só de uma pessoa para o Brasil mudar ou começar a andar depende de todos nós,uma atitude muda tudo. Mariza Alves De Sales

    ResponderExcluir
  132. A Mais pura realidade esses nossos representantes não estão nem ai para a nossa sociedade se eles estiverem bem esta tudo certo. A sociedade deveria ter mais vos ativa para reivindicar nossos direitos. Cariane Castro do Nascimento

    ResponderExcluir
  133. Concordo com o seu ponto de vista apresentado. Esse problema de gestão começa antes da escolha de quem vai ocupar o cargo gestor.
    Desde a escolha pelos partidos de quem vai concorrer ao cargo gestor já ocorreram alianças com empresários ou mesmo aliados políticos, que em uma ocasião oportuna vai cobrar de uma forma vergonhosa os valores gastos em campanha e os apoios dados para que ele tenha condições de ser escolhido. Em algum momento o gestor tem vontade de fazer da forma correta,mais se vê amarrado com pressões de quem o financiou ou o apoiou politicamente e acaba fazendo licitações com cartas marcadas, dando reajustes que não pode honrar. Devemos nós começarmos a mudar esse cenário, aprendendo a escolher melhor quem nos representa, e cobrando uma verdadeira transparência nos gastos públicos, quem sabe nas gerações futuras as coisas podem estar melhores, que as noticias sobre as gestões públicas não cause indignação na sociedade.
    Demétrios Batista da Silva

    ResponderExcluir
  134. Realmente falta competência administrativa para nossos gestores públicos. Isso porque as pessoas são indicadas para a ocupação de cargos públicos obedecendo-se a critérios políticos e não á capacidade técnica. Dessa forma,ocorre que médicos, por exemplo, assumem a direção de empresas estatais, etc.
    A lei da responsabilidade fiscal foi um grande avanço no sentido de controle dos gastos públicos, mas ainda é insuficiente para parar o crescimento da corrupção.

    ResponderExcluir
  135. O estado que se encontra o Brasil hoje dia, tem por culpa também, nós, Brasileiros, pois acabamos nos acostumando com um governo que ajuda e rouba, não adianta nada da benefícios para tentar disfarça o que fazem com o dinheiro público, o povo brasileiro tinha que aprender a politicar, e ter mais consciência dos atos dos governantes, que sujam a imagem do país e deixa a situação mais complicada.

    Cleiton de Sousa Oliveira

    ResponderExcluir
  136. Acredito que os nossos representantes teriam que ter um formação, ou no mínimo conhecimento do cargo que é dado a cada um, no caso, instrução como é citado este blog. O desvio de verbas públicas e a corrupção é o cenário atual do nosso país, infelizmente! Para mudar este quadro, temos que mostrar está indignação nas urnas, mas infelizmente na hora de mostrar ninguém mostra, o brasileiro só vai acha que está ruim quando o afeta... há também o problema que nossos representantes se deixa levar, pelo acesso fácil ao dinheiro público e que por sinal muito fácil de desviar.
    Monique Mota Farias

    ResponderExcluir
  137. O cenário no Brasil infelizmente é esse, de pessoas não preparadas para realizar funcões tão importantes para o desenvolvimento do nosso país. Salários altos dos gestores, trabalho precário e insatisfacão de todos os brasileiros.

    RITA DANIELA DE SOUZA OLIVEIRA

    ResponderExcluir
  138. Como no próprio texto relata que o governo federal distrital e estadual arrecada em imposto, porque eles não
    conseguem resolver os problemas da saúde mais
    não inclui só a saúde, na minha opinião isso vai além de muita
    coisa a edução por exemplo e algo muito forte
    e quê merece ter destaque,infelizmente a edução, no brasil está
    triste, o governo a cada ano está fechando as portas para os brasileiros ter acesso ao ensino superior posso tira isso em ralação ao fies o programa do governo federal, que
    atualmente está em situação critica, onde mais da metade de estudantes terão que suspender sua faculdade porque está quase impossível contrata financiamento nesse semestre de 2015.
    essa e a nossa realidade infelizmente nada muda, ou não fazemos nadá para muda. bom Parabéns pela clareza, objetividade e qualidade das informações sobre planejamento estratégico bem elaborado o seu texto e fácil de compreender


    Gledson Silva Martins

    ResponderExcluir
  139. Quando falamos em dinheiro publico só lembramos de corrupção, pensamos o quanto o país sofre com a saúde precária, educação ruim... Temos que buscar o conhecimento em números o que acontece é que o dinheiro público é investido de 2010 a 2014 foi investidos 914 bilhões na saúde 107 bilhões em educação, o que acontece é a falta de gerenciamento desse dinheiro como em qualquer empresa que contrate uma pessoa incapaz, sem qualificações para o cargo será falida se não houver a intervenção dos que o colocaram na função, além do azar de pessoas sem moral, é isso que ocorre no país, hoje não temos pessoas competentes para desenvolvimento crescente do país e isso ocorre em todos os âmbitos da administração publica corruptos de todas a formas, mas não e tão somente culpa deles a corrupção vem do berço da cultura impregnada desse pais, os índios se trocaram por muamba barata dos portugueses, e hoje a grande maioria se troca por migalhas, imagine quando se fala em milhares de milhões. Sejamos os contratantes e cobremos de nossos colaboradores (governo) postura e melhoras, cobremos qualificações necessárias para qualquer gestor mudemos nossa cabeça e quem sabe nossas leis sejam aplicadas de forma certa e incisiva.
    Danilo Ribeiro de Souza

    ResponderExcluir
  140. Infelizmente vivemos em um país onde a corrupção está tomando conta,e isso já era de se esperar porque político honesto nesse Brasil está cada vez díficil.Quando chega a época de eleicão todos vem e fazem a sua proposta mas cumprir o que dizem até hoje não vi um,é lamentável a falta de respeito com nós eleitores,o que está acontecendo depois que a Presidenta tomou a posse,disse uma coisa e está fazendo outra e quem paga somos nós os cidadãos pelo rombo de 2014 da copa do mundo,o investimento altissímo nos estádios,agora o que está acontecendo impostos altissímos,educaçao precária e a saúde uma vergonha,espero que um dia isso tudo possa mudar e o nosso país melhorar porque do jeito que está vai ficar cada vez mais difícil para nós.Tem muita gente que não é qualificada para o cargo,muitos não tem nível superior e nem sabem se comunicar direito,acredito que isso influência também,mas o que vamos fazer para reverter isso se o povo já foi para a rua e até agora está do mesmo jeito,isso mostra que quem manda é o governo e a manifestação não valeu para nada,vamos ver daqui um tempo como vai ficar. PATRÍCIA ANDRÉA AZAMBUJA GERSCH

    ResponderExcluir
  141. A sociedade brasileira clama por um país mais justo,exigindo que nossos representantes tenham mais instruções e competência para lidar com a coisa pública, mas no meu ponto de vista, isso chega ser uma utopia, pois sendo eles um bando de Analfabetos Políticos e incompetência, sao muito inteligentes em se tratando de dinheiro, roubam milhões e milhões, saindo impunes.E o pior de tudo, têm fiéis seguidores, que são alguns eleitores , que os defendem com unhas e dentes.Pra mim só a fiscalização da LG. , não basta, o povo é quem deve mudar isso.para que essa corrupção imunda acabe. PARABÉNS ao autor por esse rico conteúdo...Grato. ..Andreza da Silva Gonçalves

    ResponderExcluir
  142. A lei de responsabilidade fiscal foi criada no intuito de controlar os gastos públicos, porém falta um planejamento maior para que esse objetivo seja alcançado, a sociedade brasileira precisa de gestores competentes com conhecimentos específicos para empregar melhor os recursos arrecadados de impostos.

    ResponderExcluir
  143. É um descaso como são tratradas as contas publicas,mas ao mesmo tempo não e segredo a ninguém.O que mais se ver são pessoas despreparadas em cargos importante o texto falou fala por si só,o que devemos fazer e continuar lendo estudando para que possamos entender o que acontece ao nosso redor porque tenta acaba com toda essa bagunça e desrespeito e quase impossivel. Naiany Crystini Souza E Silva

    ResponderExcluir
  144. O grande erro está em como os gestores usam nosso dinheiro, que na maioria dos casos são para fins de beneficio próprio e que quase nunca vai para as necessidades da população tais como: saúde, educação, e segurança, tendo e vista o pouco conhecimento de muitos que estão ocupando cargos de suma importância, tomando decisões que podem ser muito importante para nossa vida em sociedade, esquecendo o proposito de estarem ali administrando o nosso dinheiro, pago em impostos e olhando somente para o próprio umbigo.
    A sociedade também fecha os olhos para o que esta havendo e mesmo sabendo do descaso das redes publicas agem como se estivessem tudo bem, mais não e essa a realidade. Temos que colocar nesses cargos de alto nível de administração pessoas com capacitação, conhecimento, para que possa ter melhor planejamento e que saiba usar o dinheiro publico para os fins necessários para uma melhor vida em sociedade.

    Brígida Rodrigues de Oliveira Queiroz

    ResponderExcluir
  145. Esse é nosso País, aonde se cobra tantos impostos é não fazem nada além de roubar,o dinheiro da educação, saúde etc.. um país que está nas mãos de pessoas totalmente despreparadas para cuidar do dinheiro
    público.

    Gilmara P Loiola

    ResponderExcluir
  146. O autor Yan Klovinsk está de parabéns pelo seu ponto de vista tão enrequecedor.
    A getão estratégica nas organizações públicas é tão depravante , que podemos observar as consequências gerada por falta de especializações e conhecimento para assumir o cargo e realizar suas tarefas com eficiência.
    Mas como sabemos que boa parte dos nossos representantes são analfabetos ou tem uma formaçao que não corresponde ao cargo ocupado.
    Devido a esses fatores gera a desegualdade social, a saúde, educação e seguraça são tratadas com descaso. Por isso chamo atençao de cada cidadão que antes de eleger um representante busque sabe se realmente se o mesmo esta habito para o cargo .
    Ana Paula Barbosa da Cruz

    ResponderExcluir
  147. O texto é reflexivo sobre as implicações do planejamento de relações públicas no sentido mais amplo do que técnico, analisando alguns aspectos da complexidade da sociedade contemporânea e suas interferências sobre as organizações. Destaca a importância de as relações públicas exercerem uma função estratégica, por meio do planejamento, da gestão e do pensamento estratégico, a fim de que possam fazer frente às novas demandas sociais e das organizações em busca de uma comunicação excelente e mais sintonizada com as exigências dos públicos e da opinião pública.

    Kleyssianne Maia Siqueira

    ResponderExcluir
  148. O texto é bem informativo, mas um ponto que me chamou bastante atenção e acho que seria útil nas manifestações, que reivindicam o fim de toda essa corrupção que se encontra no país. Seria a exigência curricular para assumir um cargo político, desde deputados, prefeitos, governadores, senadores, presidente, entre outros cargos públicos. Na minha opinião a maneira mais segura e confiável seria a abertura de concursos públicos feita por bancas seguras e sigilosas, para aprovar os candidatos aos cargos públicos. Para que quando houvesse eleições, a população teria segurança de que os candidatos estariam incluídos dentro de uma classificação e aptos para fazer o trabalho com honestidade e responsabilidade.

    ResponderExcluir
  149. O ato de gerir algo é sempre uma coisa complicada, principalmente, quando é algo público como o dinheiro arrecadado dos impostos. Se colocássemos pessoas responsáveis para isso, a história seria outra completamente diferente; o difícil é saber quem são as pessoas responsáveis.Com um pouquinho de dicernimento isso é possivel, assim poderíamos ter um pouco de tranquilidade com releção ao destino do nosso dinheiro e a diminuição da insatisfação popular também.

    ResponderExcluir
  150. Aline Verônica. O comentário de cima.. =)

    ResponderExcluir
  151. Quando falamos em organizacoes no contexto contemporáneo nao podemos deixar de considerar o efeito do mundo globalizado sobre elas e sobre toda a sociedade, afinal vivemos em um mundo cada vez mais conectado e que ja comparado por diversos autores com uma grande aldeia global, em que padroes comportamentais, culturais, organizacionais, dentre os outros sao cada vez mais difundidos e praticados em todos os pontos do planeta.
    E nesse contexto que as relacoes publicas atualmente sao desenvolvidas e atuam com o objetivo principal de servirem como elo de ligacao entre a missao institucional das organizacoes e os stakholders. As relacoes publicas atuam na divulgacao dos valores, missao, objetivos das organizacoes para que seas forma o planejamento estratégico definido pela organizacao possa se tornar de conhecimento publico, permitindo que os consumidores e a sociedade de um modo geral conhecam verdadeiramente a organizacao decidindo de forma consciente quais organizacoes pretenden seguir e apoiar.
    Por isso considero fundamental o papel das relacoes publicas, desde que seja acompanhada por uma estrategia organizacional que desenvolva o lado institucional da organizacao, evitando dessa forma que as relacoes publicas assumam apenas um papel tatico de apagar incedios e resover problemas quando eles surgirem, inviabilizando assim a aproximacao dos staleholders com organizacao.

    att. Damiana pereira dos santos

    ResponderExcluir
  152. O texto é muito bom para poder refletir.Mas não e bem assim, o poder público é bastante complicado pois gerencia e administrar uma máquina pública não e fácil. O setor público precisa de pessoas com mais comprometimento. Mas infelizmente a realidades é outra, os nosso governantes estão cada vez mais dificultando e acabando com o nosso país.
    Renata Viviane Bezerra Luz

    ResponderExcluir
  153. Concordo plenamente com a opinião, fica claro saber que o problema não é só da gestão ,sendo que o governo distrital,federal e estadual batem recordes em arrecadações de impostos,mais mesmo assim não conseguem resolver o problema da educação, segurança ,saúde entre outros.Acaba que todos nós temos uma parcela de culpa.Os que tão no poderpouco se importam pra sociedade.
    O que vemos todos os dias são pessoas frustadas com
    tanto impostos pra pagar ,cada dia que passa tudo fica mais caro ,e mesmo com tudo isso não vemos nada melhorar só piora.
    Precisamos de representantes que preocupam com a sociedade ,que façam a diferença.

    Acaba que Todos nós temos uma parcela de culpa.
    Pois somos nos que colocamos eles no poder,eles pouco se importa com a sociedade.
    O que vemos todos os dias são pessoas frustadas com tanto imposto pra pagar ,cada dia que
    passa tudo fica mais caro ,e mesmo com tudo isso não vemos nada melhorar só piora.
    Precisamos de representantes que se preocupam com a sociedade ,que façam a diferença.
    Léovinicios Rodrigues dos Santos

    ResponderExcluir
  154. É realmente essa nossa realidade hoje, depois que eles entram no poder esquecem o que prometeram, temos que pensar antes de colocar alguém no poder, nós quem sofremos as consequências!!
    Nilva Da Silva Guimaraes

    ResponderExcluir
  155. Concordo plenamente com a opinião, fica claro saber que o problema não é só da gestão ,sendo que o governo distrital,federal e estadual batem recordes em arrecadações de impostos,mais mesmo assim não conseguem resolver o problema da educação, segurança ,saúde entre outros.
    Acaba que Todos nós temos uma parcela de culpa.
    Pois somos nos que colocamos eles no poder,eles pouco se importa com a sociedade.
    O que vemos todos os dias são pessoas frustadas com tanto impostos pra pagar, cada dia q passa tudo fica mais caro e mesmo com tudo isso não vemos nada melhorar só piora.Precisamos de representantes que se preocupam com a sociedade,que façam a diferença.
    Léovinicios Rodrigues dos santos

    ResponderExcluir
  156. Se todos essas arrecadação de impostos fossem revertidas para os fins adequados i não para interesses próprios viveríamos num Brasil com boa educação,saúde,segurança enfim viveríamos dignamente..
    Concordo quando o autor se refere que todos os governantes teriam q ter uma formação para ocupar tal cargo,assim acho que seriam mas selecionados e até mas preparado par cumprir com eficiência seu papel,e assim a maioria dos governantes não veriam na gestão pública só uma forma de enriquecimento fácil e sim uma forma de trabalhar a favor do povo,fazer do Brasil um país digno de ser viver.

    Att..
    Raquel Da Costa Araújo

    ResponderExcluir
  157. Acontece que nós como meros mortais queremos sempre algo a mais do que possamos ter, o básico como educação cultura, lazer, saúde e um bom emprego não são o suficiente para viver com dignidade, há pessoas que acham que educação vem de berço "pura ignorância" quanto outros que só em mandar seus filhos para a escola já estão educando " engano". o ser por sua vez em pleno século XXI, anda com a mentalidade muito ultrapassada, mudanças vem de nos mesmos, e não adianta fiscalizar os outros se não fiscalizarmos a nós mesmos. "o ser humano por sua acomodação se torna um tosco e ao mesmo um aleijado.
    Ana Paula Freire de Oliveira

    ResponderExcluir
  158. O texto é muito informativo,acho que para assumir um cargo de poder deveriam ter formação que a maioria não tem,e tudo muito fácil para eles,por isso a falta de interesse com os direitos da população.Saúde,transporte e infraestrutura é um caos pagamos impostos caros e a qualidade de vida é zero .

    Att
    Ellen Gabriela de Souza Soares

    ResponderExcluir
  159. Saúde é um direito e dever de todos, a saude em nosso pais vive uma situação caotica. Estamos enfrentando uma crise por irresponsabilildade dos que governa.
    Jaqueline Cesar Soares dos Santos

    ResponderExcluir
  160. concordo plenamente ,é um descaso tudo o que a população do nosso país está passando, não temos transportes adequados nem suficientes , saúde precaria e pouca segurança.
    E també acho q a criação da lei LRF não ta tendo muita utilidade pois ainda há muito desvio de verba. Geroncio Guilherme Barreto Lopes

    ResponderExcluir
  161. Nosso país na verdade vive em função da corrupção e do descaso com a população.
    Pagamos impostos autissímos e não temos retornos disso,isso causa revolta e indignação pelo fato de nossos representantes agirem de forma corrupta e sem clareza.
    Williane Souza.

    ResponderExcluir
  162. O velho jargão já dizia: "se quer conhecer o homem, dê poder à ele". Vivemos em uma sociedade onde políticos roubam ou desviam dinheiro de todos os lugares e ao mesmo tempo, em um local não tão distante, uma mãe chora por não ter o que dar de comer para seu filho. Forte? Pesado? Sim, mas é a triste realidade do nosso país. Mas aí alguém diz "ah, nossa constituição é muito boa. nossas leis funcionam". Até certo ponto sim, mas como diria Sólon (jurista e poeta grego), ''leis são como teias de aranha: boas para capturar mosquitos, mas os insetos maiores rompem sua trama e escapam''. Infelizmente é assim que funciona. Alguns que estão no poder, conhecem cada vírgula, cada parágrafo e cada palavra da nossa Constituição, e por isso há tanta facilidade de burlar a lei, sair ileso e ainda por cima impune! Infelizmente para chegar nesse ponto, é necessário que eles estejam no poder. E sabe quem os coloca no poder? Sim, nós todos! Nós também fazemos parte desse câncer que dilacera o país. Talvez se tivermos uma preparação melhor, um critério mais rígido na escolha dos nossos governantes (que queiram mesmo governar) e principalmente se começarmos a pensar mais no próximo, pode ser que as coisas mudem. Pode ser. - Jhonny M. Furtado

    ResponderExcluir
  163. Seria muito bom se todos que ocupam cargos importantes no governo, tivessem a responsabilidade de empregar melhor os recursos arrecadados de impostos, entre outros recursos em prol das necessidades dos brasileiros. Mas infelizmente a realidade é outra por mais que alguns gestores tenham conhecimentos específicos e capacidade de realizar suas funções de forma competente falta interesse, existe a lei fiscal, mas não tem controle. A verdade é que alguns gestores estão mais preocupados com seus interesses pessoais do que o compromisso com a sociedade. Yanklovinsk parabéns pelo texto.

    Gardênia Vieira

    ResponderExcluir
  164. Esse texto contem bastante informações interessantes,supre um pouco nossas exigências mentais, realmente concordo pelo fato de nossos politicos terem pelo menos formação superior para comandar nosso pais, muitos ja entram desviando verbas e causando furor na população, e quanto a fiscalizão de tais não tem feito muito efeito, pois muitos sempre escapam da punição.
    att Priscila Franciane da Silva.

    ResponderExcluir
  165. A má gestão no setor público possivelmente se deve ao fato de ser aceito políticos que não tenha uma formação especializada em gestão, portanto deveria ser ofertado um curso de gestão aos políticos que não tem essa especialização possivelmente não acabaria com os gastos desordenados, mas iria distribuir melhor as arrecadações para cada setor.


    Cristina Carneiro Moreira

    ResponderExcluir
  166. Na verdade os nossos gestores são escolhidos na maioria das vezes por status e não pelos serviços prestados ou mesmo pelo seu histórico. É tal o nível de degradação dos valores éticos nas Gestões Públicas, que parece que a questão se centra na corrupção. Eles estão mais preocupados em construir seu património particular do que com os direitos da população. Natural que ocorra o que se vem observando em toda a administração pública: a falta de profissionais especializados em gestão pública leva a um enorme desperdício de dinheiro. E não há que se falar desvios decorrentes de corrupção, apropriações indevidas e outros atos ilícitos. Uma lastimável perda de dinheiro que decorre pura e simplesmente de um fato: má administração.
    A população é quem mais sofre com tudo isso, o dinheiro é mau administrado e a gente fica sem educação, sem médicos sem segurança e isso não é nem metade do que deveríamos ter por direito, falta mais comprometimento dos nossos gestores para com a população.

    Helane Barbosa do Nascimento

    ResponderExcluir
  167. Como no próprio texto foi sitado "Há mais interesse e boa parte dos Gestores pela politica do que o verdadeiro interesse pelas necessidades da sociedade".Mas o que esperar dos Gestores Públicos?
    Nós sociedade esperamos ( do Presidente da Republica, Governadores do Estado, Prefeitos e outros) assumirem a posição de líder. O cidadão gostaria de ver um novo Governo recuperando a economia, eliminando a corrupção, assumindo a educação como prioridade. Até ai nenhuma novidade.
    As diferenças começam no "como fazer" com que isso se torne realidade,vendo que os Gestores não estão tendo responsabilidade e compromisso com a sociedade.

    Lorrana Macêdo dos Santos

    ResponderExcluir