Florianópolis – SC – Ilha da Magia 1ª parte


florianópolis

Eleita pela ONU como a capital brasileira com a melhor qualidade de vidaFlorianópolis é a capital do estado de Santa Catarina e uma das três ilhas capitais do Brasil (Vitória – ES e São Luiz – MA). Possui uma área de 436,5 Km² composta de uma grande ilha oceânica e uma 

pequena península continental, ambas banhadas pelo Atlântico Sul.

A ilha está localizada entre os paralelos de 27º10' e 27º50' de latitude sul e entre os meridianos de 48º20' e 48º35' de longitude oeste. Existem atualmente  em Florianópolis 12 distritos e 84 bairros.

Possui um cenário natural privilegiado e diversificado. São mais de 100 praias, promontórios, costões, restingas, manguezais e dunas. Sua morfologia é descontínua, formada por cristais montanhosos que chegam até 532 metros de altitude no morro do Ribeirão da ilha.

A ilha de Santa Catarina possui uma forma alongada e estreita, com comprimento médio de 54 km e largura média de 18 km, disposta de forma paralela ao continente, separadas por um estreito canal. Com litoral bastante recortado, possui várias enseadas, pontas, ilhas, baías e lagoas.

População: 427.298 habitantes (IBGE 2011) – Densidade: 986 hab./Km² em 2006. Aquele que nasce na capital é chamado oficialmente de Florianopolitano, mas popularmente é chamado de "Manezinho" – palavra usada para expressar um sentimento de admiração pela pessoa.

Três pontes unem a península continental à ilha: A Hercílio Luz, a Governador Colombo Machado Sales e a Governador Pedro Ivo Campos.

HISTÓRIA

A costa Catarinense, particularmente, Florianópolis, foi alvo de constantes visitas após o descobrimento do Brasil, por navegantes Portugueses e Espanhóis em função de estar situada estrategicamente na rota das expedições que buscavam o oceano Pacífico, contornando o cone sul da América com destino as Índias. É oportuno lembrar que a 3ª cidade mais antiga do Brasil está em Santa Catarina: São Francisco do Sul.

Os Portugueses e Espanhóis que aqui passaram aportaram seus navios em busca de suprimentos, principalmente, água, frutas e madeira para consertos nos navios. Esses exploradores Europeus encontraram os habitantes locais da região – os índios Carijós – de origem Tupi-guarani. Eles praticavam a agricultura, mas tinha na pesca e coleta de moluscos sua principal atividade de subsistência. Porém, há registros de habitantes mais antigos que povoaram a ilha – o homem de Sambaqui – nos sítios arqueológicos cujo registro datam de 4.800 a.C.

Em 1675 o Bandeirante Francisco Dias Velho dá inicio ao povoamento da ilha com a fundação da Nossa Senhora do Desterro. No ano de 1726 é elevada a categoria de Vila, a partir do desmembramento de Laguna – SC.

A imigração Luso-açoriana ocorreu em 06 de janeiro de 1748. Desembarcaram na Ilha de Santa Catarina 461 pessoas, formando 88 casais vindos do arquipélago dos Açores e Madeira. Foram os primeiros dos cerca de 6.000 Açorianos e Madeirenses que emigraram para o litoral Catarinense durante oito anos, entre 1748 a 1756.

Formando a grande maioria da população, os Açorianos e Madeirenses, participaram de modo decisivo na elaboração da cultura local. As técnicas de pesca, o carro de bois, a olaria de cerâmica utilitária e decorativa, a renda-de-bilros, o boi-na-vara, a farra-do-boi, as festividades do Divino, o pão-por-Deus, os fandangos... Oriunda dos filhos do arquipélago. Eles também nos legaram uma literatura oral e uma mitologia riquíssimas. Forneceram o substrato linguístico local e desenvolveram aqui o engenho de farinha, a partir da combinação do moinho de vento com a atafona.

Em 1823, Nossa Senhora do Desterro foi elevada a categoria de cidade, tornou-se a capital da província de Santa Catarina.

O Marechal Deodoro da Fonseca renuncia a presidência da recém-instituída República em 1891 e o Vice-presidente Floriano Peixoto assumiu o poder, mas não convocou eleições, fato que gerou duas revoltas: a 2ª Revolta da Armada (originária da Marinha do Rio de Janeiro) e a Revolução Federalista (patrocinada por fazendeiros Gaúchos). As duas insurreições chegaram a Desterro com o apoio dos Catarinenses. Entretanto, Floriano Peixoto, conteve-as ao aprisionar seus líderes e, com isso, só restaram no domínio da cidade tão somente os simpatizantes do Presidente, que em sua homenagem deram a Capital Desterro, a denominação de Florianópolis – Cidade de Floriano.


TURISMO

A cidade é muito bem servida de hotéis, pousadas, locadoras de carros, shoppings, teatros, cinemas e restaurantes que oferecem da rapidez do fast-food e self-service ao requinte da cozinha internacional e os deliciosos pratos típicos feitos à base de frutos do mar.

O Aeroporto Internacional Hercílio Luz, apenas a 12 km do centro da cidade e 40 km do Hotel Costão do Santinho Resort, oferece voos diários para as principais cidades do país e do Mercosul.

Não há como estar em Florianópolis, carinhosamente denominada Floripa, eleita pela ONU como a capital brasileira com a melhor qualidade de vida, e não reverenciar a natureza e as peculiaridades da sua cultura açoriana.

Dentre os atrativos turísticos da capital salientam-se, além das praias, as localidades onde se instalaram as primeiras comunidades de imigrantes açorianos, como Ribeirão da Ilha, Lagoa da Conceição, Santo Antônio de Lisboa e o próprio centro da cidade onde existem muitas construções tombadas pelo Patrimônio Histórico Cultural.

Entre os principais eventos destacam-se:

Festa Nacional da Ostra – FENAOSTRA.
Ironman – Campeonato mundial de triatlo radical.
Futurecom – Feira Internacional Telecom e TI.

PRINCIPAIS PONTOS TURÍSTICOS:

- Ponte Hercílio Luz Inaugurada em 1926                     
- Mercado Público
- Largo da Alfândega                                                         
- Praça XV com a centenária Figueira
- Catedral Metropolitana     
- Palácio Cruz e Souza 
- Mirante do Morro da Cruz  

CENTROS DE CONSUMO

Grande porte: Beira Mar Shopping, Floripa Shopping, Shopping Itaguaçu, Iguatemi Florianópolis e o Mercado Público.

Médio Porte: Shopping Point ARS, Shopping Entrelaços, Trindade Shopping e o Via Lagoa Shopping.

Artigos da série:

Florianópolis – SC – Ilha da Magia 2ª parte
Florianópolis – SC – Ilha da Magia 3ª parte
Florianópolis – SC – Ilha da Magia 4ª parte

O que você pensa sobre o tema? Deixe um comentário logo abaixo ou sugira um artigo, precisamos de ambos para continuar melhorando o blog.

Esperamos sua visita em breve. Obrigado pela Companhia e, compartilhe com os seus Amigos!

   Conheça os Livros do Autor:   

Junte-se aos Nossos Leitores e Receba nossas atualizações!

Respeitamos sua privacidade. Você está 100% seguro!

0 COMENTÁRIOS:

Postar um comentário