A Jornada do Concurseiro de Sucesso - Parte Dois


jornada do concurseiro

No dia 21/10/2011 publiquei a 1ª Parte do Artigo A Jornada do Concurseiro e agora finalizo o mesmo: Monte um cronograma “um plano de ação”, o mais simples possível, para aproveitar integralmente seu tempo de folga. Não o desperdice, pois tempo é um recurso 

valioso e escasso. Se perdê-lo, lá se foi e não volta mais. 

Um cronograma nada mais é que um mapa do que você precisa estudar passo a passo para atingir seu objetivo. Assim, você poderá acompanhar seu progresso semanalmente, fazendo avaliações do que aprendeu e ainda precisa aprender. Faça revisões constantes do que estudou e no seu objetivo. Se tiver a chance de fazer outros concursos, faça-os, ainda que não esteja totalmente preparado, é um ótimo teste de conhecimentos, de controle de ansiedade e serve também para verificar sua classificação e ir melhorando gradativamente. O que importa é sua classificação em relação a você mesmo, não compare com os outros candidatos. Você mesmo é seu único adversário.

Não despreze seus recursos internos, sua própria motivação, pois só você pode se motivar; ninguém pode fazê-lo em seu lugar. Absorva o máximo possível de informação do seu material de estudo. Não se preocupe, seu cérebro aguenta. Caso se sentir desanimado – o que vai acontecer com certeza – pois estudar é uma atividade solitária, entretanto gratificante. Nesses momentos você terá que esquecer temporariamente dos estudos para tomar fôlego. Levante-se e vá caminhar, andar de bicicleta, ir ao cinema, ver a namorada (o), mas não desista e não tente inventar a roda, simplesmente tente fazê-la girar mais rápido a seu favor.

Paralelamente a preparação para concursos públicos, você deverá ler e se informar sobre técnicas de estudo que irão favorecer seu aprendizado e melhorar seu desempenho nos estudos, nas provas e até mesmo na vida. Como por exemplo, resumir o que estudou em um sintegrama; outras técnicas selecionadas de várias fontes de conhecimento como: A Superaprendizagem pela Sugestopedia; Controle mental de Jose Silva; Técnicas de PNL – Programação Neurolinguística e outras. E também como estudar, se concentrar e memorizar muito mais ao mesmo tempo em que ouve música barroca.

Envolva as pessoas a sua volta nos seus objetivos, afinal não estamos sós. É motivador buscar um determinado resultado quando a família, amigos e colegas dão apoio. Nesse caso existem as interrupções positivas. Lá está você sentado, estudando há tempo, com um pouco de dor nas costas e, sua mãe (pai) ou esposa entra no quarto com um copo de suco de laranja na mão acompanhado com biscoitos ou qualquer outra guloseima e coloca sobre a mesa ao seu lado, sorri, e lhe diz algumas palavras de incentivo e depois sai do quarto. Isso cria uma sinergia (coesão dos membros de um grupo ou coletividade em prol de um objetivo comum) que o ajuda a superar obstáculos e você se obriga a continuar mesmo quando pensa em desistir do seu objetivo.

O sucesso não toma atalhos. Toda vez que assistir TV, ler a história de alguém que se deu muito bem na vida ou alcançou sucesso em determinada atividade, pode apostar que isso não aconteceu da noite para o dia. Exigiu tempo e trabalho duro, persistência para alcançar aquele objetivo. Esse tempo pode ser de cinco anos a toda uma vida, isso vai depender do tamanho de seu sonho e da sua dedicação.

E o que dizer dos mais velhos, digo mais experientes? Não estou falando de jovens veteranos em concursos públicos, mais sim daquelas pessoas, que assim como eu começaram a se dedicar a concursos depois dos 40 anos de idade? Bom, isso merecia um capítulo especial cujo titulo seria: ousadia. Nunca se está velho demais para aprender ou melhorar a qualidade de vida. Por isso quando o assunto é concurso público, há estudantes de todas as faixas etárias. E cada dia mais pessoas que já passaram dos 40 anos investem em se preparar para a carreira pública. Não estou falando de pessoas desempregadas ou que fazem isso por puro hobby e sim de profissionais trabalhadores, mas não têm a chamada Estabilidade, apenas o serviço público oferece isso após três anos de efetivo trabalho.

Alguns podem pensar que o fato desses concurseiros terem mais de 40 anos de idade e terem experiência profissional seria uma grande vantagem sobre os concurseiros mais jovens, mas não é. Eles têm mais preocupações e responsabilidades para com os filhos e a família, com os afazeres da casa e com o próprio trabalho. Isso torna o tempo dedicado aos estudos muito restrito. E com o tempo restrito eles têm de aproveitar qualquer “brecha” para estudar, seja dormindo mais tarde, acordando mais cedo, no ônibus na ida e volta do trabalho, enquanto espera o filho no médico, no dentista, na saída da escola, etc. Esse tipo de comportamento, para aproveitar qualquer chance de atingir o objetivo (estudar) costuma transformar esses indivíduos em pessoas disciplinadas. Essa autodisciplina é uma vantagem em relação aos concurseiros mais jovens, com mais tempo disponível, menos preocupações, responsabilidades e mais resistência física. Mas não é a única vantagem, em caso de empate na prova, o candidato mais velho fica com a vaga.

Pensar positivo “é tudo de bom!”. Existem maneiras de melhorar a quantidade e qualidade do que entra no seu cérebro. Limite à quantidade de leitura negativa ou de programas negativos de televisão que não lhe acrescentam nada. Você acha que saber que em determinada cidade do país o índice de criminalidade subiu 20% comparado com o do ano anterior, que alguns policiais são mortos todos os meses em confrontos com traficantes e muitos civis morrem por causa de balas perdidas, resolve ou acrescenta-lhe alguma coisa? Diante desses fatos devemos limitar duas coisas: 1ª não dar importância; 2ª não visitar aquela cidade. Troque informações negativas que não contribua para alcançar seu objetivo de vida por ler histórias de sucesso, coisas e programas humorísticos (rir é ainda o melhor negócio), CDs motivacionais, etc. Isso sim é estar a caminho do sucesso. Tenho predileção por livros de autoajuda, documentários na televisão, música New Age e barroca, especialmente Mozart, Bach, Vivaldi.  Toco até um pouco de violão para relaxar, para mim funciona muito bem.

E por último, volte ao início e siga seu plano, pois é hora de agir. Unir teoria a prática. Quando você identifica como alcançar seu objetivo, a indecisão simplesmente desaparece. E não se esqueça: seu cérebro utiliza dois combustíveis apenas (glicose e oxigênio) por isso cuide da sua alimentação e faça exercícios regularmente. A melhor maneira de aumentar sua produtividade é dormir pelo menos 8 horas por dia, eu prefiro o mínimo de 10 horas.

Complemente a leitura da 1ª parte desse Artigo:

A Jornada do Concurseiro de Sucesso Parte Um

O que você pensa sobre o tema? Deixe um comentário logo abaixo ou sugira um artigo, precisamos de ambos para continuar melhorando o blog.

Esperamos sua visita em breve. Obrigado pela Companhia e, compartilhe com os seus Amigos!

Junte-se aos Nossos Leitores e Receba nossas atualizações!

Respeitamos sua privacidade. Você está 100% seguro!

2 comentários:

  1. Gostei! Tenho adotado algumas dessas dicas, e vou adicionar as demais ao meu cotidiano. Uma técnica fácil e barata (mas isso nem sempre quer dzer "prazerosa"!) que usei foi imprimir algumas leis básicas para concursos (Estatuto do Servidor, Lei de Improbidade Administrativa, Lei de Licitações, etc) e colocar uma em cada porta-luvas de carros que por acaso frequento, bem como levar sempre uma na bolsa. Se tenho um minutinho, posso lê-las! Beijos, Yan! Luciana

    ResponderExcluir
  2. Oi Luciana! Que bom que tu estás utilizando algumas dessas dicas. Quanto mais lemos melhor o registro das informações. Assim, repetição é a palavra-chave.Só não vale colocar o material impresso sobre o fogão ou sob o chuveiro.

    Obrigado pelo comentário e pela companhia, volte sempre que desejar!

    ResponderExcluir